Propaganda política de rádio e TV começa nesta sexta em Macapá

Eleições foram adiadas após apagão; 1º turno ocorre em 6 de dezembro

Publicado em 27/11/2020 - 09:58 Por Renata Martins - Repórter da Radioagência Nacional - Brasília

Os eleitores de Macapá só vão às urnas no dia 6 de dezembro para escolher os vereadores e o novo prefeito. A mudança na data das eleições municipais na capital amapaense mexeu também com o calendário eleitoral.

Nesta sexta-feira (27), a propaganda política volta às emissoras de rádio e TV e segue até a próxima quinta-feira (3).

O horário eleitoral em blocos de dez minutos, duas vezes por dia, é exclusivo para as campanhas de prefeito e não é veiculado no domingo.

Já as inserções de 30 e 60 segundos durante a programação vão ao ar inclusive aos domingos e são destinadas também para candidatos a vereador.

São 70 minutos ao todo, sendo 60% do tempo diário para os candidatos ao cargo de prefeito e 40% - ou 28 minutos - para as candidaturas a uma vaga na Câmara Municipal.

A capital amapaense tem dez candidatos a prefeito e 527 a vereador.

A votação em Macapá foi adiada três dias antes da realização do primeiro turno em todo o país, em 15 de novembro, por causa da crise energética que atingiu o estado do Amapá por 22 dias. Caso nenhum dos dez candidatos a prefeito alcance 50% mais um da preferência do eleitorado, o segundo turno ocorrerá em 20 de dezembro.

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fala à imprensa no ministério da Saúde, sobre a vacinação contra o covid-19
Saúde

Anvisa recomenda quarentena ao presidente e comitiva brasileira

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 e ficará em quarentena por 14 dias nos Estados Unidos, seguindo os protocolos de segurança sanitária.