Penarol conquista Amazonense, último estadual de 2020 a terminar

Torneio iniciou do zero após edição iniciada ano passado ser anulada

Publicado em 01/03/2021 - 21:57 Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo

Nesta segunda-feira, 1º de março de 2021, chegou ao fim o último campeonato estadual da temporada 2020, conturbada devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Na Arena da Amazônia, em Manaus, o Penarol, de Itacoatiara (AM), foi campeão amazonense ao derrotar o Manaus nos pênaltis por 6 a 5, após um empate por 1 a 1 no tempo normal. O Leão da Velha Serpa voltou a conquistar o torneio após nove temporadas, enquanto o Gavião do Norte perdeu a chance de chegar ao tetracampeonato.

O volante Ramon abriu o marcador para o Penarol logo aos dois minutos de jogo. O empate do Manaus veio aos 39 minutos, com o atacante Philip. O Gavião pressionou atrás do gol da virada, mas não conseguiu furar a retranca do Leão. Nos pênaltis, com o placar empatado em 5 a 5, o goleiro Pedro Henrique defendeu o sétimo chute dos manauaras, de Jackie Chan, e o também atacante João Lucas marcou o gol do terceiro título estadual do clube de Itacoatiara, cidade a 250 quilômetros da capital amazonense.

Ainda nesta segunda-feira, em Manaus, mas no estádio da Colina, o Fast Clube derrotou o São Raimundo por 1 a 0, gol do atacante Índio, na disputa do terceiro lugar. A vitória garantiu o Rolo Compressor como um dos clubes amazonenses na Série D do Campeonato Brasileiro de 2021. O outro será o Penarol, que também representará o estado na Copa do Brasil, ao lado do Manaus (que está na Série C nacional).

Imbróglio

Originalmente, o Barezão (como é conhecido o Estadual do Amazonas) de 2020 teve início em janeiro do ano passado. Em meio à pandemia, o torneio foi suspenso em março, durante o segundo turno, e posteriormente encerrado, causando um imbróglio para definição das vagas nas competições nacionais. A Federação Amazonense de Futebol (FAF), inicialmente, indicou as equipes de melhor campanha até aquele momento para representarem o estado na Série D (Amazonas e Penarol) e na Copa do Brasil (Manaus e Amazonas) de 2021.

Fast e Nacional não aceitaram os critérios e acionaram o Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM). O caso foi parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que determinou a anulação daquele Estadual. Em dezembro, a federação convocou uma reunião para organizar um novo Barezão 2020, sem rebaixamento. A única ausência em relação aos times do torneio nulo foi o Princesa do Solimões, que alegou preocupação com o estágio da pandemia da covid-19 no estado e desistiu da disputa.

Edição: Fábio Lisboa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias