Federação de Boxe premiará em dinheiro medalhistas olímpicos de Paris

Decisão anunciada nesta quarta não foi bem recebida pelo COI

Publicado em 29/05/2024 - 18:40 Por  Aadi Nair e Karolos Grohmann* - Berlim

A Associação Internacional de Boxe (AIB) oferecerá prêmios em dinheiro a todos que se tornarem campeões e medalhistas olímpicos na modalidade nos Jogos de Paris deste ano, anunciou a entidade nesta quarta-feira (29), em uma medida que atraiu críticas de dirigentes olímpicos.

A entidade não está organizando as competições de boxe nos Jogos Olímpicos de Paris, depois que o Comitê Olímpico Internacional (COI) não a reconheceu como oficialmente responsável pela modalidade no ano passado.

Com base nas colocações dos boxeadores nos Jogos de 26 de julho a 11 de agosto, a associação disse que concederia 100.000 dólares (cerca de R$ 500 mil) aos medalhistas de ouro, 50.000 dólares (R$ 250 mil)  aos de prata e 25.000 dólares (R$ 125 mil) aos de bronze.

"Os medalhistas de ouro de Paris no torneio de boxe receberão uma recompensa financeira substancial de 100.000 dólares. Desse valor, o atleta receberá 50.000 dólares, sua Federação Nacional receberá 25.000 dólares e seu técnico receberá 25.000 dólares", disse o presidente da associação, Umar Kremlev, em um comunicado.

Kremlev acrescentou que o compromisso total do fundo de prêmios em dinheiro será de mais de 3,1 milhões de dólares (R$ 16,1 milhões) e seria distribuído para mais de 100 boxeadores.

"Estamos dando um exemplo claro para muitos sobre como as federações internacionais devem tratar seus campeões", disse o secretário-geral da associação, Chris Roberts.

A decisão não foi bem recebida pelo COI, que afirmou não haver transparência financeira na ação.

"Como sempre acontece com a Associação Internacional de Boxe, não está claro de onde vem o dinheiro", disse o COI em um comunicado. "Essa total falta de transparência financeira foi exatamente uma das razões pelas quais o COI retirou seu reconhecimento da Associação Internacional de Boxe."

* É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias