Após saída do Exército, Ministério Público e PM fazem primeira ação na Maré

Publicado em 10/07/2015 - 13:57 Por Douglas Correa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Após a saída do Exército e do Corpo de Fuzileiros Navais, forças estaduais realizaram na manhã de hoje (10) a primeira ação de combate ao tráfico de drogas no Complexo de Favelas da Maré, na zona norte do Rio.

A ação – a cargo do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar (PM) –  tem como objetivo cumprir 27 mandados de busca e apreensão, expedidos pela juíza da 36ª Vara Criminal da Capital, Simone Ferraz, contra facções criminosas que comandam o tráfico de drogas na região.

Estão sendo procurados armas, drogas, dinheiro de origem ilícita e objetos ligados à atividade do tráfico. Na ação, policiais militares localizaram dois foragidos da Justiça e apreenderam um adolescente suspeito de ligação com o tráfico. Carro roubado foi recuperado. Foram apreendidos 12 motos, 528 cápsulas de cocaína e dois rádios de transmissão. O local é estratégico porque as favelas que compõem o complexo ficam perto do acesso ao Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão.

O Exército e o Corpo de Fuzileiros Navais estiveram na região desde abril do ano passado para a implantação de Unidades de Polícia de Pacificação (UPPs) nas 15 favelas do complexo. Há três meses, as tropas federais começaram a ser substituídas por homens da Polícia Militar. No início deste mês a troca de comando foi concluída. Atualmente, 390 homens da PM fazem diariamente o patrulhamento de toda a região.

As organizações criminosas investigadas atuam nas comunidades da Esperança, Vila do João, Salsa e Merengue, Vila dos Pinheiros, Morro do Timbau e Baixa do Sapateiro: são vinculadas à facção Terceiro Comando Puro (TCP), que se utiliza de olheiros e monitoramento à base de rádios, pistolas e fuzis, e de atiradores posicionados em locais públicos e imóveis estratégicos, para exercer o domínio territorial da localidade.

Edição: José Romildo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.