Baía de Guanabara recebe 380 velejadores em evento-teste para 2016

No total, 380 atletas de 55 países participam da Regata Internacional

Publicado em 15/08/2015 - 13:44 Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Em meio a críticas sobre a qualidade da água, Baía de Guanabara sediará o primeiro evento-teste para as Olimpíadas de 2016(Tânia Rêgo/Arquivo Agência Brasil)

Segundo evento-teste na Baía de Guanabara para 2016 reunirá 380 velejadoresTânia Rêgo/ Arquivo Agência Brasil

Trezentos e oitenta atletas de 55 países participam a partir de hoje (15) da Regata Internacional de Vela, segundo evento-teste da modalidade para os Jogos Olímpicos de 2016. As competições começaram às 13h e vão até o próximo dia 22, na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

As modalidades RS:X para homens, RS:X para mulheres, laser (masculino) e laser radial (feminino) iniciaram a competição neste sábado. Os atletas vão velejar nas raias da Ponte Rio-Niterói e da Escola Naval. A partir de amanhã, também haverá regatas 470 masculino, 470 feminino, 49er (masculino), 49er FX (feminino), Finn (masculino) e Nacra 17 (em que a dupla é formada por um homem e uma mulher).

No total, o evento tem seis raias. Além da Ponte e da Escola Naval, há as raias do Pão de Açúcar, de Niterói, Copacabana e da Ilha do Pai (na entrada da baía).

O espanhol Iker Martinez, da classe Nacra 17, disse que vai aproveitar o evento-teste para conhecer a Baía de Guanabara. “Já estamos há várias semanas treinando dentro e fora da baía. A baía é espetacular, creio que seja uma das mais bonitas do mundo, mas às vezes é muito difícil, porque há muitas correntes”, disse o atleta europeu.

Mas, apesar de elogiar a beleza do cenário, Martinez se mostrou preocupado com a qualidade da água, pois a baía recebe esgoto não tratado de vários municípios próximos. “Sem dúvida, a água poderia estar mais limpa. Eu me preocupo que a baía tenha uma boa saúde. Como velejador, me preocupa o meio ambiente. Há gente que ficou doente, não sei se é por causa da água ou por causa da comida. Não sou especialista e não posso julgar. A mim, pessoalmente, gostaria que a água estivesse mais limpa.”

Outro atleta da Nacra 17, o neozelandês Jason Saunders disse que também gostaria que a água estivesse mais limpa, mas afirmou que a qualidade da água não tirará seu foco da competição. “A gente veio aqui para competir e não podemos mudar a situação [da baía]. Então, vamos até lá, dar o melhor da gente, nas condições que nos são oferecidas.”

Já a americana Sarah Newberry, da mesma modalidade, disse não ter nada a reclamar da Baía de Guanabara. “Cada raia é totalmente diferente das demais. A condição da água está boa. Não tivemos nenhum problema até agora. Até o momento ninguém ficou doente. Sinto que fizemos o melhor na nossa preparação para estar aqui e vamos nos focar em fazer bem o nosso papel.”

Segundo o secretário estadual do Ambiente do Rio de Janeiro, André Corrêa, em todas as raias, as águas estão dentro de padrões aceitáveis. "Está tudo muito bem e não há qualquer informação sobre a interferência de resíduos [sólidos flutuantes]. As coisas caminham muito bem."

Edição: Talita Cavalcante

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
.coronavírus, pandemia, Covid-19
Saúde

Secretário adianta pontos da estratégia de vacinação para covid-19

Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia, disse que está sendo feito o mesmo cálculo usado na vacinação contra influenza: cerca de 100 milhões de doses.

Palmeiras x Corinthians, Paulistão
Esportes

Corinthians e Palmeiras disputam hegemonia em finais do Paulistão

Decisão do título começa hoje (5) com o primeiro jogo no Itaquerão, às 21h30. Rivais estão empatados em número de vitórias em seis finais do estadual. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fala durante a solenidade de Posse dos ministros  das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações
Política

Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês

“O Brasil está solidário e manifestamos esse sentimento ao povo libanês. Estaremos presentes nessa ajuda àquele povo que tem alguns milhões de seus dentro do nosso país”, disse o presidente.

 A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta no Hospital da Criança de Brasília como parte do projeto Concertos da Saúde.
Geral

Orquestra Sinfônica de São Paulo e Masp apresentam série de concertos

Concertos vão combinar arte e música no auditório do Masp. Live será transmitida a partir das 20h no YouTube.

Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos para deter coronavírus. Na foto, pessoas com trajes de proteção em Melbourne, Austrália
Internacional

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

Segundo estado mais populoso da Austrália, Vitoria relatou crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, a capital.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.
Economia

Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado

Resultados da pesquisa evidenciam desigualdade com números gerais de trabalho remoto no país com recortes também por idade, gênero, raça/cor e escolaridade, diz o Ipea.