Itabuna, na Bahia, volta a ser abastecida por caminhões-pipa

Publicado em 25/04/2016 - 16:32 Por Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil - Salvador

 

Os 35 motoristas de caminhões pipa fazem cerca de 100 viagens por dia para abastecer Itabuna

Os 35 motoristas de caminhões pipa fazem cerca de 100 viagens por dia para abastecer Itabuna Empresa de Água de Itabuna / Divulgação

Motoristas de caminhões-pipa da cidade de Itabuna, ao sul da Bahia, encerram hoje (25) a paralisação iniciada no último sábado, por atraso no pagamento. Segundo a prefeitura, 35 carros contratados pela Defesa Civil retomaram o abastecimento de 130 tanques com água potável destinados a atender a população.

Os caminhões foram contratados para amenizar a situação dos moradores das cidades que passam por uma longa estiagem. Itabuna enfrenta uma crise hídrica, devido à estiagem e, por isso, está sendo abastecida por carros-pipa, que levam água da Estação de Ubaitaba, cidade a 60 quilômetros de Itabuna.

“No dia dois de dezembro foi decretada situação de emergência em Itabuna, devido à falta de chuva que, mesmo quando cai, é insuficiente para encher as cabeceiras dos rios que abastecem a cidade. Estamos captando água da Estação de Ubaitaba. A paralisação dos motoristas começou no último sábado, quando 20 caminhões deixaram de abastecer a cidade”, explica o coordenador municipal de Defesa Civil, José Roberto Avelino.

O retorno dos motoristas ocorreu após acordo com a prefeitura, que garantiu o pagamento do serviço até a próxima sexta-feira (29). O órgão explica, em nota, que o atraso “decorreu da necessidade de procedimentos junto à agência bancária, para a expedição do cartão de pagamento, solicitado em 23 de março”. A reportagem não conseguiu contato com motoristas contratados para o abastecimento da cidade.

Segundo a Empresa Municipal de Água e Saneamento de Itabuna, a estiagem dura 180 dias no sul da Bahia, e a verba para a compra da água nos carros pipa é dos governos federal e estadual, porque a água potável está em falta nos rios Almada, Colônia e Salgado, fontes de  abastecimento da cidade.

Por dia, são cerca de 100 viagens entre as estações de tratamento de água da Empresa Baiana de Águas e Saneamento e o município de Itabuna. Além das residências e hospitais, são abastecidos postos de saúde, unidades escolares públicas, abrigos e asilos

A falta de chuva na região sul da Bahia levou ao racionamento de água em outras cidades, como Almadina, Camacan, Coaraci, Itacaré, Mascote e Uruçuca. A companhia diz que a medida é preventiva. 

Edição: Beto Coura

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias