Estádio da Portuguesa é interditado por falta de laudo

Publicado em 22/11/2016 - 22:35 Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

São Paulo - Estádio do Canindé, da Associação Portuguesa de Desportos, na zona norte

São Paulo - Estádio do Canindé, da Associação Portuguesa de Desportos, na zona norte (Rovena Rosa/Agência Brasil)Rovena Rosa/Agência Brasil

O Estádio Doutor Oswaldo Teixeira Duarte, o Canindé, da Associação Portuguesa de Desportos foi interditado por falta da renovação do Laudo de Condições Sanitárias e Higiene. A decisão, publicada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), proíbe o uso do local para eventos esportivos profissional com venda de ingressos organizados pela entidade. A Portuguesa informou que vai regularizar a situação.

Na semana passada, o terreno pertencente à Associação Portuguesa de Desportos, que engloba metade do Estádio do Canindé, não recebeu nenhum lance em leilão, cujos recursos arrecadados seriam usados no pagamento de dívidas trabalhistas da Portuguesa no valor, não corrigido, de R$ 47 milhões, para sete credores – entre eles ex-jogadores.

A área de 42.350 metros quadrados (m²), avaliada em R$ 123,5 milhões, teve o lance mínimo para aquisição estipulado em 60% desse valor (cerca de R$ 74 milhões). O terreno que foi a leilão é aproximadamente 42% da área ocupada pela Associação Portuguesa de Desportos, que no total tem 100 mil m². Os demais 58% são de propriedade da prefeitura de São Paulo.

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias