Justiça decreta prisão de envolvidos na morte de policial civil no Rio

Publicado em 29/06/2018 - 23:15 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Justiça do Rio decretou hoje (29) a prisão temporária de dois suspeitos da morte do policial civil Eduardo Freire Guedes Filho, conhecido como Paquetá, ocorrida quando o policial chegava em casa, nesta quarta-feira (27), quando retornava de um supermercado.

O assaltante armado com uma pistola queria o cordão de ouro da vítima. Depois de entregar a peça, o policial foi morto pelo criminoso a tiros pelas costas. O assassino foi identificado pela Delegacia de Homicídios como Darly Rodrigues da Silva, que está foragido.

Prisão

Os policiais da Delegacia de Homicídios em trabalho conjunto com policiais civis do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE) prenderam em flagrante Aleksander Rodrigues Júnior, acusado de participação no crime praticado contra o policial civil. Ele dirigia um carro que dava cobertura à ação dos outros dois criminosos que estavam de moto.

O outro envolvido no crime é Thiago Neves Oliveira, que pilotava a moto. A moto, que está em nome da tia de Thiago, já foi apreendida pela polícia na Árvore Seca, uma das comunidades do Complexo do Lins.

Outra ação

Policiais civis prenderam hoje (29), em ação conjunta, o traficante Amâncio Levi Clemente Moura, conhecido como Levi do Bumba. Ele era o mais antigo traficante de Niterói, na região metropolitana do Rio, ainda em liberdade.

Levi é acusado de ser um dos autores do homicídio que vitimou o policial civil Thiago Thomé de Jesus, na manhã do dia 22 de fevereiro de 2015 no bairro Cubango, em Niterói, quando criminosos tentaram roubar o veículo onde o agente estava com a mulher voltando do desfile de carnaval na Marquês de Sapucaí. Thiago reagiu, mas a arma falhou e ele acabou baleado e não resistiu aos ferimentos.

Contra Levi constam 21 mandados de prisão pendentes por crimes de roubo; tráfico de drogas; associação para o tráfico de drogas; tentativa de homicídio e homicídio, entres outras anotações em sua ficha criminal.

Edição: Davi Oliveira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.