Anglo American conclui inspeção em mineroduto que se rompeu 2 vezes

Mineradora britânica prevê retomada de operações até o fim deste ano

Publicado em 24/08/2018 - 22:44 Por Léo Rodrigues – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A mineradora britânica Anglo American informou, nesta sexta-feira (24), que concluiu a inspeção no mineroduto que, em março deste ano, rompeu-se duas vezes em um intervalo de 17 dias. A empresa, que prevê a retomada das operações no quarto trimestre deste ano, disse que, até lá, serão feitas algumas intervenções.

Em nota, a mineradora diz que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu autorização para a manutenção preventiva do mineroduto com troca dos tubos em um trecho com extensão de aproximadamente4 quilômetros. "Este trecho concentra tubos do mesmo lote daqueles que vazaram. As obras terão início imediato e podem durar até três meses", informa o texto, acrescentando que os trabalhos de investigação das causas do rompimento prosseguem.

O mineroduto é parte do empreendimento Minas-Rio que envolve a extração de minério nas serras do Sapo e Ferrugem e o beneficiamento nas cidades mineiras de Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas. A estrutura tem 525 quilômetros e é responsável pelo transporte da produção até um porto em Barra de Açu, no município de São João da Barra, no litoral do Rio de Janeiro. Segundo a própria mineradora, o Minas-Rio é seu maior investimento mundial.

Os dois rompimentos foram registrados em locais próximos, no município de Santo Antônio do Grama, em Minas Gerais, nos dias 12 e 29 de março. No primeiro rompimento, moradores da cidade sofreram com a interrupção no fornecimento de água, já que era abastecida pelo Ribeirão Santo Antônio, que recebeu grande volume de polpa de minério. Após o episódio, iniciou-se a captação no Córrego do Salgado, de forma que, no segundo rompimento, não houve impacto no abastecimento da população.

Nas duas ocorrências, foram liberados no ambiente, respectivamente, 474 e 647 toneladas de polpa de minério. A empresa afirmou que se tratava de material inerte e classificado como não perigoso, conforme normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Os episódios já geraram multas do Ibama e da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad).

Trabalhadores

Com a paralisação das operações, a Anglo American concedeu, a partir do dia 17 de maio, férias coletivas por 30 dias para parte dos empregados que trabalham na mina, na usina e na planta de filtragem. Posteriormente, em 1º de junho, teve início um período de layoff, que envolve atualmente cerca de 500 funcionários. Alguns trabalhadores foram deslocados para outros empreendimentos da mineradora no Brasil. A empresa tem cerca de 3,5 mil empregados próprios atuando no país, além de  3,5 mil terceirizados.

No layoff, o contrato de trabalho é suspenso, assim como o pagamento do salário. No entanto, a empresa precisa oferecer aos empregados afastados treinamento de requalificação. Eles têm direito também a uma bolsa paga pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Para que não haja prejuízos aos trabalhadores, a Anglo American concordou em pagar uma ajuda de custo complementar até atingir o valor do salário líquido de cada um.

A suspensão dos contratos é válida por até cinco meses. Segundo a Anglo American, foi criado o Programa Lótus, pelo qual são oferecidos aos empregados afastados e a sua famíilia diversas atividades relacionadas com o voluntariado, empreendedorismo, negócios da mineração, legislação ambiental, motivação, engajamento e lideranças positivas, entre outros. Há ainda cursos de inglês, de informática e de economia doméstica, além de atividades esportivas, culturais e de lazer. A mineradora diz que está sendo superada a carga horária mínima de 60 horas por mês de treinamentos e capacitação prevista pela legislação.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vem Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na Região Metropolitana.  

 


 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

 

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

 

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

Esportes

STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada

Cancelamento ocorreu 10 minutos antes do jogo começar. É que 10 jogadores testaram positivo para o novo coronavírus, sendo 8 titulares. Partida ainda não tem nova data.

 

O filme Yover, produzido por Edison Sanchez e Miguel Zanguña Billalva, será exibido na Mostra Ecofalante
Geral

Mostra traz filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais

O 9 º Festival Ecofalante vai de 12 de agosto a 20 de setembro. Terá sessões online por causa da pandemia. Os filmes ficam disponíveis por períodos que variam de 24 horas a dez dias.