Defesa Civil Nacional reconhece calamidade pública em Brumadinho

Governo de Minas diz que não é preciso fazer campanhas de arrecadação

Publicado em 26/01/2019 - 16:19 Por Agência Brasil - Brasília

A Defesa Civil Nacional, ligada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu o estado de calamidade pública em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

O reconhecimento sumário da situação de calamidade ocorre em casos de eventos anormais, de grande intensidade e impacto, que causam danos e prejuízos e afetam a capacidade de socorro e de assistência local da população.

O ministério instalou em Brumadinho um posto de operações para órgãos federais foi instalado no município. Conforme nota da pasta, “o monitoramento da região, das situações climáticas e dos serviços essenciais está sendo realizado 24h por equipes do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), que enviam constantemente alertas e informações ao Centro de Comandado criado pela Defesa Civil municipal”.

Doações

O Governo do Estado de Minas Gerais informou que neste momento “não é necessário realizar campanhas de arrecadação de donativos e água para as vítimas atingidas pelo rompimento de uma barragem no município de Brumadinho, região metropolitana da capital mineira”. Conforme informação repassada à imprensa, “agora, a prioridade é resgatar vítimas e evitar novos danos ou ocorrências na região.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal - STF
Justiça

STF valida restrição para operações policiais no Rio

Pela decisão, as operações policiais no Rio de Janeiro poderão ser deflagradas somente em casos excepcionais, após justificativa enviada ao Ministério Público.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, durante aula magna sobre o tema Educação e Democracia: Perspectiva 2018, na abertura do curso da pós-graduação Lato Sensu em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo.
Justiça

Luiz Fux defende uso de inteligência artificial no Judiciário

O magistrado argumentou que sistemas podem contribuir para substituir tarefas laboriosas, feitas por diversos servidores, gerando ganho de eficiência na análise de processos.

Edifício - sede do Banco Central do Brasil no Setor Bancário Norte
Economia

Copom reduz juros básicos da economia para 2% ao ano

Essa foi a nona redução seguida. Corte de 0,25 ponto percentual na taxa Selic, que está no menor nível da história, era esperado pelos analistas financeiros.

Lixão da Estrutural
Geral

Quase metade dos municípios ainda despeja resíduos em lixões

Conclusão faz parte do Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), elaborado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb), com dados de 3,3 mil cidades brasileiras.

Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal - STF
Justiça

STF determina que governo adote medidas para proteger indígenas

Entre as medidas estão a manutenção de barreiras sanitárias para proteger os indígenas isolados da contaminação e a criação de um comitê para acompanhamento das ações durante a pandemia

lavoura agricultura familiar
Política

Senado aprova auxílio financeiro para agricultores familiares

Projeto prevê pagamento de cinco parcelas de R$ 600 e também um fomento emergencial de inclusão produtiva rural, no valor de R$ 2,5 mil, em parcela única, por família.