Exposição multimídia celebra 10 anos de livro A arte de Tim Burton

Atração fica em cartaz até 11 de agosto, no CCBB em Brasília

Publicado em 02/06/2019 - 19:52 Por Letycia Bond – Repórter da Agência Brasil - Brasília

Em homenagem aos 10 anos do livro A arte de Tim Burton, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) no Distrito Federal mantém as portas abertas para a exposição A beleza sombria dos monstros. A atração, que fica em cartaz até 11 de agosto, explora, com originalidade, as criações do cineasta norte-americano, conhecido por dirigir filmes como Os Fantasmas se divertem e A noiva cadáver.

Seguindo os capítulos do livro, a exposição lança mão da tecnologia para proporcionar ao público um ambiente de imersão, a partir de estações multimídia. Em uma das primeiras salas, manipulam-se estruturas que antecederam às do cinema como se conhece hoje, para dar vida aos personagens do artista californiano. Uma delas é o folioscópio (flip book), criação do francês Pierre-Hubert Desvignes, que dá a ilusão de movimento e animação, como os quadros de um filme.

Além dos recursos visuais, o público também é convidado a reproduzir as peças de Burton e a criar as próprias em ao menos duas salas da exposição. No ambiente que remete ao capítulo 7 do livro, intitulado “Muito tempo livre”, conta-se que Burton sempre teve o costume de desenhar em guardanapos, envelopes e pedaços de papel, quando sentia enfado. Em 1979, ele entrou para a equipe dos estúdios Disney, como aprendiz de animador, mas a companhia descartou todas as criaturas que concebeu. Ainda assim, ele continuou criando, sempre mantendo seu gosto por palhaços, ventríloquos, fantasmas e monstros.

Para a arquiteta Milena Canabrava, o interesse pelas criaturas de Tim Burton, que geralmente têm um quê de sinistro, derivam da curiosidade que aguçam. “Ele é provocador, enigmático, exótico. A curiosidade não é negativa, é instigadora. Os monstros são cativantes, solitários, e a gente acaba querendo saber mais sobre eles”, disse ela, que levou os dois filhos, Ian, de 11 anos, e Enzo, de 14, para conferir a exposição.

Segundo a organização da mostra, neste sábado (1º) o evento reuniu cerca de 2,5 mil pessoas. A programação do CCBB inclui, além da exposição, uma mostra com filmes dirigidos por Tim Burton. A exibição das obras ocorrerá de 4 de julho a 11 de agosto e, como a mostra, terá entrada gratuita.

Serviço
De 28 de maio a 11 de agosto
Horário: de 9h às 21h
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Brasília
SCES, Trecho 02, Lote 22, Brasília
Entrada gratuita
(61) 3108-7600

Edição: Wellton Máximo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.