Artistas, amigos e fãs acompanham velório de Gugu Liberato

Enterro será amanhã

Publicado em 28/11/2019 - 17:31 Por Ludmilla Souza - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O velório do corpo do apresentador Gugu Liberato foi aberto ao público no início da tarde desta quinta-feira (27). A fila do público se estende por todo o quarteirão da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Além dos milhares de fãs, a todo momento chegam artistas que trabalharam com o apresentador, como o cantor Nil, do grupo Dominó, que fez sucesso nos anos 1980 e 1990. "Este é o momento de trazer à memória os bons momentos que a gente teve com o Gugu. Quero agradecer o carinho do público com o Gugu, mesmo debaixo de chuva vieram, mostram todo o respeito pelo Gugu".

Já a cantora de pagode Adriana Ribeiro destacou a importância do apresentador no incentivo aos cantores. "Ele foi uma das pessoas que deu oportunidade para todos nós da década de 1990 , sem ele nós não existiríamos, ele era generoso e abençoado".

Mãe de Gugu, Maria do Céu é consolada por Luiz Bacci
Mãe de Gugu, Maria do Céu é consolada por amigos - Bruna Sampaio e Carol Jacob/Alesp

A apresentadora Mara Maravilha disse que a luz de Gugu não vai se apagar. "O Gugu pediu um intervalo, porque o espetáculo dele é eterno dentro da gente".

O cantor Rafael Ilha, que ficou famoso na banda Polegar, lançada por Gugu, e que estourou nos anos 1990, falou da importância do apresentador na vida dele. "Primeiro, ele foi meu ídolo, depois se tornou meu empresário, depois meu amigo. Ontem (27) eu assisti o Canta comigo (programa de Gugu na Rede Record) e foi um conforto vê-lo sorrindo, fazendo o que ele mais amava fazer. E foi bom antes de ele ter ido, ele ter me visto bem, que é uma coisa que ele torcia muito. Ele era impecável no profissionalismo e no carácter".

A apresentadora Ana Hickmann se disse muito fã e falou da doação de órgãos feita pela família, atendendo a um pedido do apresentador. "Ele é exemplo para todo mundo, não só por isso, mas por tudo que fez na vida dele, cara incrível".

Passaram ainda pelo velório nesta tarde os apresentadores Celso Portioli, César Filho, Luciana Gimenez e diversos colegas de trabalho do apresentador.

Gugu, um dos apresentadores mais populares da TV brasileira, morreu na semana passada em Orlando, nos Estados Unidos, após um acidente doméstico, aos 60 anos.

O velório termina às 10h desta sexta-feira (29). A entrada para o velório será pela Avenida Sargento Mário Kozel Filho.

O corpo será sepultado no jazigo da família no Cemitério Getsêmani, no Morumbi, também na capital paulista.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.