Fiscalização apreende mais de 6t de defensivos agrícolas ilegais no PR

Publicado em 08/11/2019 - 11:36 Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Mais de seis toneladas de defensivos agrícolas ilegais foram apreendidos no Paraná, entre os dias 4 e 8 de novembro. Até o momento, nove pessoas foram presas em flagrante. As ações decorrem da Operação Westcida, coordenada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A operação foi deflagrada com o objetivo de “fiscalizar de forma integrada a receptação, o depósito e o uso de agrotóxicos ilegais (sem registro, contrabandeados e falsificados), e produtos sem origem ou roubados, em propriedades rurais, fronteira internacional, pontos de ingresso, rodovias, depósitos e comerciantes no estado do Paraná”, informou, por meio de nota, o Mapa.

Ao todo, 440 propriedades rurais, 17 comerciantes e 1.193 veículos foram fiscalizados. O foco da operação foi a Região Oeste/Sudoeste, onde seis ações de fiscalizações resultaram na aplicação de 35 autuações. Dessas, 34 para produtores rurais por uso, armazenamento e importação de agrotóxico ilegal. Um comerciante foi autuado por armazenamento e comércio de agrotóxico ilegal.

De acordo com o Mapa, 10% das propriedades rurais fiscalizadas foram flagradas com defensivos ilegais. No entanto, de acordo com os integrantes da operação, indícios de embalagens vazias queimadas apontam para a possibilidade desse percentual ser ainda maior.

“A fiscalização constatou que existe na região um esquema de comércio ilegal de agrotóxicos vencidos e também de produtos roubados, que será investigado no decorrer das análises de documentos e provas apreendidas”, informou o Mapa.

A operação mobilizou 180 pessoas, divididas em 24 equipes. Além de apreender 6.197 quilos de defensivos ilegais, as autoridades aplicaram R$ 1 milhão em multas. Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, em meio a 60 denúncias de uso e comércio de agrotóxicos ilegais. Além disso, foram fiscalizadas 27 barreiras fixas e móveis em rodovias, bem como pontos de ingresso na fronteira com o Paraguai.

O ministério alerta que, por não serem registrados no Brasil, os defensivos agrícolas ilegais não seguem as diretrizes e exigências das autoridades brasileiras. “Por isso, representam prejuízos ao agricultor pela baixa eficácia, além de causar danos ao meio ambiente, à saúde do aplicador e do consumidor”.

 

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
sala de aula
Educação

UFRJ transfere para o dia 24 o início do período letivo remoto

Período letivo da UFRJ está suspenso desde 16 de março por causa da pandemia. Com o adiamento do início do período letivo, o término passou de 31 de outubro para 14 de novembro.

Cúpula da bomba atômica durante cerimônia para marcar o 75º aniversário do bombardeio atômico em Hiroshima.
Geral

Hiroshima: primeiro ataque com bomba atômica completa 75 anos

Hiroshima foi destruída após o primeiro ataque nuclear da história durante a Segunda Guerra Mundial. Três dias depois os Estados Unidos bombardearam Nagazaki.

.facebook
Internacional

Facebook remove postagem de Trump por desinformação sobre covid-19

Porta-voz do Facebook diz que vídeo postado inclui afirmações falsas, o que é uma violação de sua política sobre desinformações prejudiciais.

Polícia Federal genérica
Geral

PF cumpre 6 mandados de prisão contra fraudes em contratações na saúde

Alvos são empresários e agentes públicos suspeitos de fazer contratações irregulares para serviços na área da saúde. Três pessoas já foram presas, segundo a Polícia Federal.

Teste rápido de COVID-19
Internacional

Coreia do Norte: 1º caso suspeito de covid-19 teve teste inconclusivo

Se confirmado, o caso seria o primeiro oficialmente reconhecido por autoridades norte-coreanas, embora a mídia reafirme que nenhuma infecção foi relatada no país até agora.

Incêndios florestais no DF
Geral

Defesa Civil reconhece situação de emergência em municípios de MS

Medida publicada hoje em portaria no Diário Oficial da União inclui os municípios de Corumbá e Ladário. Incêndios florestais atingem algumas regiões de Mato Grosso do Sul.