Cedae retoma distribuição de água na Estação do Guandu

O serviço estava interrompido desde a tarde de ontem

Publicado em 04/02/2020 - 10:41 Por Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) retomou, por volta das 9h de hoje (4), a produção de água tratada na Estação de Tratamento de Águas do Guandu, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. A interrupção do serviço foi anunciada no fim da tarde de ontem (3), após a companhia identificar a presença de grande volume de surfactantes (detergentes) na água bruta que chega à estação de tratamento. De acordo com a Cedae, “a reabertura das comportas do canal principal da estação ocorreu após técnicos da companhia constatarem que não há risco à operação”.

Com a interrupção, moradores de vários bairros das zonas norte e oeste da cidade não estavam recebendo água. A Cedae informou que, por motivos de segurança operacional, o abastecimento foi retomado de forma gradativa, mas que em alguns locais, como ruas em lugares altos, pode levar até 72 horas para se restabelecer completamente.

A Cedae reiterou, em nota, que “a qualidade da água não foi afetada". "Isso porque, assim que foi identificada a presença de detergentes, a companhia acionou o protocolo de segurança e interrompeu a operação da estação, para não comprometer o tratamento”, diz o comunicado.

Ainda conforme a companhia, a Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) foram informados do fato para iniciarem os respectivos procedimentos.

Hoje (4), no início da manhã, técnicos do Inea e agentes da Delegacia de Defesa de Serviços Delegados (DDSD) da Polícia Civil do Rio de Janeiro foram à Estação de Tratamento do Guandu para recolher amostras da água para avaliação da sua qualidade e da quantidade de detergentes. De acordo com a delegacia, dependendo do resultado das análises “poderá ser apurada eventual responsabilidade nas alterações das condições de consumo da água na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro”.

Interrupção

A decisão de fechar ontem as comportas da entrada do canal principal da estação foi da Diretoria de Saneamento e Grande Produção da Cedae, para garantir a segurança hídrica das regiões atendidas pelo sistema Guandu, após a identificação, por meio de análise laboratorial, da presença de detergentes na água bruta que chega à Estação de Tratamento de Água do Guandu.

De acordo com a Cedae, o material foi arrastado pelas fortes chuvas registradas na região metropolitana do Rio de Janeiro desde a noite de domingo (2). Em nota divulgada após a decisão, a empresa garantiu a permanência de técnicos “monitorando a captação de água até que a concentração destas substâncias não represente risco à operação da estação”.

A Agenersa disse que desde o início da noite de ontem (3), quando foi comunicada, acompanha os procedimentos da Cedae, conforme determina o Manual de Procedimento Operacional na Comunicação de Acidentes/Incidentes Relacionados aos Sistemas de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário da Cedae.

A agência reguladora informou que ficou sabendo da interrupção por meio de informes dos técnicos da companhia, e que tão logo recebeu os comunicados, determinou que a Cedae avisasse, imediatamente, à população os motivos que levaram ao fechamento das comportas. “A Cedae teve ainda que notificar autoridades envolvidas e os prefeitos dos municípios da área de atuação, sobre provável desabastecimento”.

Segundo a agência, por se tratar de detecção da presença de detergentes na água bruta, o Inea é o órgão que está investigando a origem da alta concentração do produto na captação da ETA Guandu, que é responsável por aproximadamente 80% do abastecimento da região metropolitana.

* Matéria alterada às 12h35 para acrescentar informações

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Londrina x Criciúma
Esportes

Empates fecham primeira rodada da Série C

Boa Esporte empatou em 2 a 2 com Volta Redonda, e Londrina (Paraná) também ficou na igualdade, mas sem gols, com o Criciúma.

Rio de Janeiro - O ex-secretário municipal de Obras Alexandre Pinto é preso preventivamente pela Polícia Federal na Operação Rio 40 Graus (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Justiça

Rio: ex-secretário municipal de obras é condenado a 23 anos de prisão

Alexandre Pinto foi condenado a 23 anos de prisão por fraudes na licitação da obra da Transcarioca, via construída para Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Anvisa autoriza mudanças em teste da vacina de Oxford

Alteração permite a aplicação de uma dose de reforço, totalizando duas doses em vez de uma, como originalmente proposto. Medida é devida a estudos que mostram mais eficácia.

Higienização da bola antes do retorno do da Copa do Nordeste, após paralisação por conta da covid-19
Esportes

CBF anuncia novo protocolo de testes para coronavírus

Mudança acontece após primeira rodada do Brasileiro, na qual a partida entre São Paulo e Goiás foi adiada um pouco antes do início por conta de casos de coronavírus no elenco do Esmeraldino.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Rio registra 28 mortes e 1.166 novos casos de covid-19 em um dia

Estado acumula mais de 180 mil casos da doença e mais de 14.108 mil mortes. São 28.909 pessoas pessoas internadas por covid-19, sendo que 11.494 em UTI.

coronavirus, Sao Paulo
Saúde

Estudo mostra que 18% dos adultos da cidade de SP já foram infectados

Uma pesquisa mostrou que o número de pessoas infectadas na cidade de São Paulo pode ter chegado a 18% da população adulta - próximo ao número necessário para a imunidade de rebanho.