Rio: chuva causa deslizamento e atinge área de lazer em prédio no Leme

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido

Publicado em 12/02/2020 - 11:04 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Um deslizamento de terra no Morro da Babilônia, no Leme, zona sul do Rio de Janeiro, atingiu a área de lazer de um prédio residencial, na noite desta terça-feira (11), por volta das 22h. Segundo os bombeiros, não houve feridos.

A Defesa Civil municipal já fez a vistoria, isolou o local e fez a interdição preventiva da área de lazer do playground e da garagem do prédio. A Fundação Instituto de Geotécnica (Geo-Rio) vai iniciar a limpeza do local ainda hoje para remover os blocos de terra e, em seguida, serão feitas as obras de contenção da encosta.

Entre as 14h de segunda-feira (10) e as 23h de ontem, o órgão atendeu a 49 chamados no Rio, sendo 15 por infiltrações ou rachaduras em edificações, 14 por ameaça de desabamento de estrutura, nove por deslizamento de barreira e quatro de desabamento de estrutura.

Segundo o Centro de Operações Rio (COR), a cidade registrou cerca de 90 bolsões de água no período, sendo um deles na Avenida Alfredo Balthazar da Silveira, altura da Avenida Glaucio Gil, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste.

Muitas árvores caídas foram retiradas, no início da manhã, nas estradas da Gávea Pequena, altura do número 1.798, e dos Três Rios, altura do número 3.020. Depois das 7h, uma árvore caiu na Rua Cosme Velho, próximo do acesso ao Túinel Rebouças, interditando completamente a via. O centro de Operações também registrou queda de árvores e postes na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, altura do quilômetro 2, no sentido Grajaú.

Chuvas

O tempo chuvoso permanece no Rio de Janeiro, com chuva fraca a moderada. O estágio da cidade baixou de atenção para mobilização às 18h30 de ontem, que indica a possibilidade de chuva forte, nas próximas 3 horas.

Segundo o Alerta Rio, o tempo permanece instável, com redução gradual dos acumulados de chuva nas últimas 24 horas. Ao longo do dia, a entrada de umidade vinda do oceano cria condições para chover de fraco a moderado, em pontos isolados, a qualquer momento do dia.

Segundo a meteorologia, a previsão para amanhã é de ventos em altos níveis da atmosfera, o que deve provocar chuva fraca a moderada, principalmente à tarde.

Na sexta-feira (14), o tempo instável permanece durante a madrugada e, no sábado, o céu será nublado a parcialmente nublado, sem previsão de chuva.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.