Abastecimento de gás em SP deve se normalizar em até 4 dias

Distribuidoras afirmam que volume é suficiente para abastecer o estado

Publicado em 31/03/2020 - 21:28 Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O abastecimento de gás de cozinha deve se normalizar em até quatro dias, segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás). De acordo com a entidade, uma nova carga do produto, importado da Argentina, chegou hoje (31) ao Porto de Santos e começará a ser engarrafado em botijões a partir de amanhã, em Mauá (SP).

“Com o aumento da demanda, as entregas de gás da Petrobras para as distribuidoras registram atraso de dois dias, o que causa filas nas plantas de engarrafamento e a sensação de escassez para o consumidor final”, disse em nota a Sindigás. 

A quantidade importada de gás é suficiente para encher 1,6 milhão de botijões. O Sindigás voltou a pedir aos consumidores que evitem comprar mais gás do que o necessário, permitindo que pessoas que estão sem o produto consigam comprá-lo facilmente.

“O atraso [no abastecimento] é resultado do aumento da procura pelo produto devido à pandemia de covid-19. Não houve redução no fluxo de entrega do produto considerando uma demanda normal. O que ocorreu foi uma leve antecipação de compras por consumidores preocupados com a pandemia e o isolamento social”, ressaltou a entidade em nota.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias