Yuriko Koike: Jogos devem ser símbolo da superação do coronavírus

Governadora de Tóquio enfrenta aumento de casos de covid-19

Publicado em 13/07/2020 - 11:59 Por Linda Sieg and Ami Miyazaki - Tóquio (Japão)

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse nesta segunda-feira (13) que as Olimpíadas devem ser realizadas no próximo ano como um símbolo da unidade mundial na superação do novo coronavírus. A declaração foi dada no momento no qual a cidade que ela governa enfrenta um aumento de casos de covid-19.

O Japão não teve um surto de coronavírus de grande magnitude como em outros lugares, mas um recente aumento de casos em Tóquio, que representa mais de um terço do total de 20 mil registrados, causou preocupação com a possibilidade de uma segunda onda de infecções.

Os Jogos de 2020 estavam programados para começar este mês, mas foram adiados por causa da pandemia de coronavírus. Koike prometeu obter apoio público para os Jogos, embora uma pesquisa da imprensa mostre que a maior parte das pessoas pensa que o evento deve ser cancelado novamente.

“Quero sediá-los [os Jogos] como um símbolo do mundo se unindo para superar essa situação difícil e de vínculos fortalecidos entre a humanidade”, disse Koike à Reuters.

Ela se recusou a especificar um prazo para decidir se os Jogos poderiam seguir em frente.

“Quero proteger a vida e a saúde do povo de Tóquio, abordando a questão imediata das políticas para o coronavírus. Essa é a minha maior missão”, afirmou Koike.

Aumentos de casos

O salto de casos de covid-19 em Tóquio ocorre quando o governo japonês se prepara para lançar uma campanha para promover o turismo doméstico. Porém, essa iniciativa tem aumentado a preocupação de um possível aumento de casos fora da capital.

Para Koike, é importante conter o vírus e reviver a economia em queda: “Atualmente, uma situação difícil continua, mas (...) ao dar uma resposta adequada em Tóquio, quero avançar tanto na prevenção de infecções quanto na atividade social e econômica”.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Polícia Federal genérica
Geral

PF cumpre 6 mandados de prisão contra fraudes em contratações na saúde

 

Alvos são empresários e agentes públicos suspeitos de fazer contratações irregulares para serviços na área da saúde. Três pessoas já foram presas, segundo a Polícia Federal.

Teste rápido de COVID-19
Internacional

Coreia do Norte: 1º caso suspeito de covid-19 teve teste inconclusivo

Se confirmado, o caso seria o primeiro oficialmente reconhecido por autoridades norte-coreanas, embora a mídia reafirme que nenhuma infecção foi relatada no país até agora.

Incêndios florestais no DF
Geral

Defesa Civil reconhece situação de emergência em municípios de MS

A medida consta da Portaria nº 2.127, de 5 de agosto de 2020, da  Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, e atingem os municípios de Corumbá e Ladário.

Times Square, permanece relativamente tranquilas devido ao surto contínuo da doença por coronavírus (COVID-19) no bairro de Manhattan em Nova York
Internacional

Nova York reforça fiscalização de quarentena

O prefeito Bill de Blasio disse, em entrevista, que, em certas circunstâncias, as multas por não observar a ordem de quarentena podem chegar a US$ 10 mil. 

Médicos fazem treinamento no hospital de campanha para tratamento de covid-19 do Complexo Esportivo do Ibirapuera.
Saúde

Senai ensina indústrias a produzirem EPI contra novo coronavírus

Maioria das empresas selecionadas, 189 das 350, deve produzir máscaras de uso comum, e 33 ofertarão máscaras cirúrgicas. Estão previstas consultorias para a produção de escudos faciais.

Destruição provocada por explosão em Beirute
Internacional

Banco Mundial diz que está pronto para ajudar na recuperação do Líbano

Pelo menos 135 pessoas morreram e 5 mil ficaram feridas em forte explosão no porto de Beirute, na terça-feira (4), que também deixou cerca de 250 mil desabrigados.