Rio multa estabelecimentos por desrespeito a regras de combate à covid

Quadra da Mangueira foi interditada

Publicado em 11/12/2020 - 22:03 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro
Atualizado em 11/12/2020 - 22:30

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro realizou mais de 340 procedimentos administrativos em casas de shows e rodas de samba com a finalidade de evitar a propagação dos casos de covid-19. As notificações envolvem auto de infrações e interdições em todo o estado, desde que entrou em vigor o decreto em novembro, determinando que os produtores de eventos devem garantir o distanciamento social, o uso de máscara facial, a oferta de álcool 70% para o público e a lotação máxima de 50% da capacidade total. 

Hoje, (11),  a quadra de ensaios da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, zona norte da capital, foi interdita pelos bombeiros. O estabelecimento, que vem realizando eventos não autorizados, desrespeitando as regras de ouro de enfrentamento à covid-19, está em situação irregular com a corporação.  

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Leandro Monteiro “o local não conta com Certificado de Aprovação. Uma vistoria identificou irregularidades que caracterizam perigo sério e iminente e que impedem a realização de eventos públicos”,  afirmou.

As ações visam ajudar a conter o crescimento de casos do novo coronavírus no Estado. Desde o dia 25 de novembro último, grupos de intervenção rápida fazem fiscalizações noturnas de eventos com participação de público. Os estabelecimentos que não cumprirem as normas poderão ser interditados e ter as licenças cassadas. 

A decisão já está sendo comunicada à prefeitura do Rio, à Polícia Civil, à Polícia Militar e ao Ministério Público estadual. 

O Corpo de Bombeiros lembra que cabe aos administradores das edificações estar em conformidade com as medidas de segurança contra incêndio e pânico e cumprir as determinações/legislações vigentes.   

Em nota, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, com a finalidade de esclarecer sobre a interdição da quadra hoje (11), pelo Corpo de Bombeiros, informa que os documentos para legalização já estão encaminhados e que cumprirá todas as exigências necessárias para a segurança dos frequentadores. O atraso se deu por conta da pandemia do novo coronavirus, que dificultou as ações por parte da diretoria da agremiação.

A nota diz ainda que "é importante ressaltar que a instituição preza pela vida e saúde de todos e tem demonstrado isso em suas ações desde o início das restrições por conta da covid-19.  Confiamos que em breve teremos esse problema resolvido e nosso templo do samba restabelecido."

*Matéria atualizada às 22h30 para inclusão de informações.

Edição: Aline Leal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias