Inclusão digital de jovens de baixa renda é prioridade do governo

Programa Brasil em Pauta entrevista ministro das Comunicações

Publicado em 07/05/2023 - 11:17 Por EBC - Brasília

Levar inclusão digital aos brasileiros, ampliar a cobertura de internet na Região Norte e reforçar a distribuição de chips de celular com pacote de dados para acesso à internet a estudantes de baixa renda estão entre as prioridades do Ministério das Comunicações para os próximos anos. As informações são do ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

“Já temos hoje a maior parte da população do país, cerca de 90%, conectada de alguma forma, mas ainda temos 10% de brasileiros que precisam ser inseridos nesse mundo digital. Essa inclusão ainda não chegou para eles e é onde o papel do governo vai se impor nesse momento”, disse o ministro Juscelino Filho em entrevista ao programa Brasil em Pauta, que vai ao ar neste domingo (7), às 22h30, na TV Brasil.

O ministro afirmou que esses brasileiros estão em zonas rurais, regiões remotas, no Nordeste e Norte do país e na Amazônia, localidades que não despertam interesse dos agentes privados para a instalação de infraestrutura. Por isso, segundo ele, o governo é quem deve viabilizar investimentos e infraestrutura para incluir essa parcela da população no mundo digital.

“Quando você leva essa conectividade para essas áreas, está levando uma série de coisas junto. Por exemplo, em muitas zonas rurais temos pequenos produtores que podem potencializar sua produção tendo acesso à conectividade e a inclusão digital, ao mesmo tempo que o jovem que acaba saindo de casa e indo para os grandes centros porque não tem comunicação pode ficar ali dando suporte para a família, leva os serviços do governo que grande parte são ofertados de forma digital”, explicou Juscelino Filho.

O potencial transformador do 5G, internet de alta velocidade, foi destacado pelo ministro, que afirmou que recursos do leilão do 5G são destinados à inclusão digital e que essa tecnologia vai impulsionar o negócio de pequenos e grandes produtores e das indústrias.

“O grande salto que o país vai dar é quando estiver totalmente integrado com a tecnologia 5G no seu ápice. Essa tecnologia entrega uma velocidade cinco vezes maior, pode fazer uma grande diferença no agronegócio, em vários setores da economia e uma diferença real na vida das pessoas.”

Região Norte

A Infovia 01 do Programa Norte Conectado, que leva conectividade a moradores da região, deve ser lançada em breve, segundo o ministro. O programa tem a finalidade de expandir a infraestrutura de comunicações por meio da implantação de cabos de fibra óptica subfluvial, lançados nos leitos dos rios. A Infovia 01 liga Santarém (AP) e Alenquer (PA) a Manaus (AM),

“São oito infovias que estão em execução, vamos chegar em todos os estados da região Norte que tem hoje um serviço de conectividade muito precário ainda. Então, eles precisam dessa infraestrutura para chegarem no nível ideal de conectividade. Essas infovias já estão em execução, inclusive temos a Infovia 01 que está pronta e pretendemos inaugurar, em breve”, detalhou Juscelino Filho.

“Acredito que esse ano, fora essa que já está pronta [Infovia 01], a previsão é entregarmos pelo menos mais duas infovias e o restante no ano que vem”.

A primeira fase (Infovia 00) já foi implantada, ligando Macapá (AP) a Alenquer (PA), passando pelos municípios de Almeirim, Monte Alegre e Santarém.

Jovens

Em 2023, a previsão é de que sejam distribuídos 700 mil chips de celular com pacote de dados para acesso à internet a estudantes de baixa renda por meio do Programa Internet Brasil, segundo o ministro das Comunicações.

Iniciativa conjunta dos ministérios das Comunicações e da Educação, o programa foi criado para levar conexão à internet e inclusão digital aos alunos da educação básica da rede pública de ensino, integrantes de famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

“A gente sabe que a realidade de muitas famílias é que, logo na primeira semana do mês, acaba o pacote de dados e o acesso fica limitado e, com esse programa, vamos levar essa conectividade para o aluno e a família, garantindo o pacote de dados significante que dê cobertura por todo mês e que seja renovado todo mês. Isso manterá ele conectado podendo fazer pesquisa, estudo”, detalhou Juscelino Filho.

Clique aqui e saiba como sintonizar a emissora em canais aberto, TV por assinatura e antena parabólica.

Edição: Denise Griesinger

Últimas notícias