Operação Maré apreende seis fuzis e prende 12 homens

Balanço é do terceiro dia da ação no estado do Rio de Janeiro

Publicado em 11/10/2023 - 20:28 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O terceiro dia da Operação Maré, nesta quarta-feira (11), resultou na apreensão de seis fuzis, sendo cinco no Chapadão e um na Cidade Alta, além de três pistolas automáticas no Complexo da Maré.  A ação é feita pelas forças de segurança do estado do Rio de Janeiro contra o crime organizado no Complexo do Chapadão, na Cidade Alta, em Cordovil e no Complexo da Maré, na capital carioca

A força tarefa foi desencadeada pela morte de três médicos que estavam em quiosque na orla da praia da Barra da Tijuca, na semana passada, quando foram baleados por traficantes de drogas. Um quarto médico que estava com os colegas também foi atingido, mas conseguiu sobreviver. Há indícios de que um dos médicos que fazia parte do grupo foi confundido com um miliciano, a poucos metros do quiosque e era frequentador do local. Segundo a polícia, o miliciano tinha problemas com traficantes de drogas, que lutam com a milícia pelo controle do transporte alternativo na região de Jacarepaguá e do domínio de regiões como Rio das Pedras e Muzema para exploração de serviços como a venda de botijões de gás, água mineral e sinal de TV a cabo. 

Prisão

Foram presas 12 pessoas, sendo seis no Complexo do Chapadão, três no Complexo da Maré e três no Parque das Missões, em Duque de Caxias. A Polícia Militar também retirou, com o uso de retroescavadeiras, mais de três toneladas de barricadas em 17 pontos do Complexo da Maré. As barricadas são placas de concreto fincadas no chão para evitar a entrada dos carros da polícia nas comunidades.

O governador Cláudio Castro diz que o foco é desarticular as milícias. “O trabalho das nossas forças de segurança está focado em desarticular essas máfias e é incansável. Somente hoje, foram detidas 12 pessoas que estavam cometendo diversos atos criminosos na capital e Baixada Fluminense, com efeitos em toda a população. O prejuízo causado a essas organizações já chegou à casa de R$ 20 milhões. São efeitos claros de que o uso da inteligência aliado à tecnologia é o caminho mais eficiente para enfraquecer a atuação desses grupos”

Balanço

Desde segunda-feira (9), foi descoberto e fechado um laboratório de refino de drogas, um depósito de medicamentos, entorpecentes e material para preparo. Ao todo, 24 pessoas foram presas, 101 veículos – entre carros e motos – apreendidos e 42 toneladas de barricadas retiradas do Complexo da Maré. Na terça (10), o governo do Estado recuperou o acesso à piscina do Complexo Esportivo da Maré, ocupada por traficantes para sediar aulas de guerrilha.

As forças de segurança apreenderam, nos últimos três dias, 100 quilos de pasta base de cocaína (descobertos num galpão próximo à Vila Cruzeiro), mais de meia tonelada de maconha e drogas sintéticas em diversos pontos, uma plantação de skunk num imóvel de dois andares na Vila do João e duas estufas de maconha na Maré.

Edição: Aline Leal

Últimas notícias