Ex-diretor da CIA afirma que Donald Trump alimenta emoções violentas

Publicado em 25/10/2018 - 06:11 Por Agência EFE - Washington

O ex-diretor da CIA e destinatário de um dos artefatos explosivos interceptados nos Estados Unidos, John Brennan, defendeu que a retórica do presidente norte-americano, Donald Trump, alimenta sentimentos que podem se transformar em violência.

"A retórica [de Trump] muitas vezes eu acho que alimenta essas emoções e sentimentos que agora se estão transformando em possíveis atos de violência", disse Brennan, durante ato na Universidade do Texas, em Austin.

Diretor da CIA durante o segundo mandato do presidente Barack Obama, John Brennan também disse que "pode-se pensar que [Trump] incentivou pessoas a resolverem os problemas com as próprias mãos".

Brennan qualificou essa retórica de "antiamericana" e disse esperar que o envio de artefatos explosivos tenha servido como "ponto de reflexão" para o presidente.

O pacote explosivo enviado para Brennan chegou ontem (24) aos escritórios da rede de televisão CNN, em Nova York.

Além do de Brennan, as autoridades interceptaram nas últimas horas mais quatro pacotes.

Os explosivos foram enviados às residências do ex-presidente Barack Obama e da ex-candidata presidencial Hillary Clinton, e aos escritórios de Eric Holder, antigo procurador-geral no mandato de Obama, e da congressista democrata Maxine Waters.

Todos esses dispositivos caseiros eram semelhantes ao que a polícia encontrou e detonou na última segunda-feira (22) na casa do multimilionário George Soros, no norte do estado de Nova York. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias