Auditoria da OEA revela manipulação dolosa nas eleições da Bolívia

Publicado em 05/12/2019 - 15:16 Por Marieta Cazarré - Repórter da Agência Brasil - Montevidéu

A Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgou o relatório final da auditoria do resultado das eleições gerais da Bolívia. O organismo afirma que houve manipulação dolosa (com intenção de cometer o crime) e graves irregularidades, fatos que impossibilitam a validação do resultado.

O pleito aconteceu no dia 20 de outubro e, após uma apuração questionável, foi anunciada a vitória do então presidente candidato à reeleição Evo Morales, em primeiro turno. A OEA realizou uma auditoria que, em um relatório preliminar, já apontava para fraudes no processo. No dia 10 de novembro, pressionado pelas Forças Armadas, Morales renunciou e pediu asilo político no México.

“O relatório final da auditoria representa a seriedade do trabalho da organização. Foi um processo evolutivo que começou há muitos meses e em cada etapa a organização cumpriu sua tarefa com responsabilidade, afinidade com seus valores e princípios e aderência aos diferentes acordos firmados com o governo boliviano. O povo boliviano e seu governo precisavam de certeza em relação ao processo eleitoral e, para isso, solicitaram o apoio da organização. Nem eles nem o restante dos estados membros da OEA mereceram outra resposta além do trabalho excepcional e profissional da missão de auditoria refletida neste relatório”, disse Luis Almagro, secretário-geral da OEA.

Documento

O documento confirmou que a manipulação dolosa das eleições aconteceu em duas etapas. Primeiro, a auditoria detectou alterações nas atas e falsificação das assinaturas dos mesários. Em segundo, constatou que, no processamento dos resultados, o fluxo de dados foi redirecionado para dois servidores ocultos e não controlados pelo Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), o que possibilitou a manipulação de dados e a substituição de atas.

Além disso, houve outras graves irregularidades, segundo a OEA, como a violabilidade das atas e a perda de materiais sensíveis. Diante desses fatos, o resultado final da auditoria apontou para a parcialidade da autoridade eleitoral (Corte Electoral Suprema), ou seja, os vogais do tribunal, que deveriam prezar pela legalidade e pela integralidade do processo, permitiram que o fluxo de informações fosse desviado para servidores externos, destruindo a confiança no processo eleitoral.

A conclusão do documento indica ainda que as manipulações e irregularidades constatadas não permitem ter a certeza sobre a suposta vantagem numérica de Morales sobre o segundo candidato mais votado, Carlos Mesa. "A partir das esmagadoras evidências encontradas, é possível dizer que houve uma série de operações maliciosas destinadas a alterar a vontade expressa nas eleições”, diz o relatório.

O texto tem 96 páginas de análise e mais de 500 de anexos, com centenas de documentos que apoiam e credenciam as conclusões do trabalho.

O documento final responde a uma solicitação do governo da Bolívia, assinada no dia 30 de outubro, para "uma análise da integridade eleitoral das eleições". O trabalho foi realizado entre 1 e 9 de novembro por uma equipe de 36 especialistas e auditores de 18 nacionalidades, incluindo advogados eleitorais, estatísticos, especialistas em informática, peritos de documentos, caligrafia e organização eleitoral.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Medicamentos
Geral

Polícia apreende R$ 1 milhão em medicamentos desviados da rede pública

Foram apreendidas cerca de 800 caixas de remédio, muitos vencidos. Os agentes prenderam um homem acusado de integrar a quadrilha especializada neste tipo de crime.

 

Testes para detecção do Covid-19
Saúde

Covid-19: Brasil tem 104 mil mortes e 3,16 milhões de casos acumulados

Boletim do Ministério da Saúde revela que 2.309.477 pessoas se recuperaram da covid-19 desde o começo da pandemia. 

psg neymar
Esportes

PSG vence Atalanta no fim e vai à semifinal da Liga dos Campeões

Brasileiro Neymar tem atuação decisiva, participando diretamente dos dois gols da equipe da capital francesa.

Geral

PF fecha dois bingos clandestinos no centro do Rio de Janeiro

Em um dos endereços, localizado na zona portuária, foram apreendidas 30 máquinas caça níqueis. Em outro local, na Cinelândia, foram apreendidas outras 24 máquinas.

O presidente Jair Bolsonaro faz  declaração à imprensa na área externa do Palácio da Alvorada
Política

Bolsonaro, Maia e Alcolumbre defendem teto de gastos em pronunciamento

"Resolvemos, então, com essa reunião, direcionar mais ainda nossas forças para o bem comum daquilo que todos nós defendemos", disse o presidente Jair Bolsonaro.

Governo do DF suspende aulas para evitar ampliação de casos do novo corona vírus.
Justiça

Justiça mantém suspensão de aulas presenciais na rede privada do DF

Com a decisão, o retorno continua proibido até o julgamento de uma ação civil pública que está em tramitação na 6ª Vara do Trabalho de Brasília. As aulas estão suspensas desde 11 de março.