Recuperação econômica da zona do euro perde força, diz pesquisa

Índice relativo a serviços recuou de 54,7 em julho para 50,5 em agosto

Publicado em 03/09/2020 - 08:30 Por Jonathan Cable - Repórter da Reuters - -

A recuperação da zona do euro de sua maior contração já registrada vacilou em agosto uma vez que o crescimento do dominante setor de serviços foi quase paralisado, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês).

O PMI Composto final do IHS Markit, considerado uma boa medida da saúde econômica, caiu para 51,9 no mês passado e estava em 54,9 em julho – perto da marca de 50 que separa crescimento de contração, embora um pouco melhor do que a preliminar de 51,6.

O PMI de serviços recuou de 54,7 em julho para 50,5 em agosto, melhor do que a leitura preliminar de 50,1.

"As empresas do setor de serviços na zona do euro viram o crescimento da atividade ficar quase paralisado em agosto, alimentando preocupações de que a recuperação pós lockdown começou a desaparecer em meio às restrições de distanciamento social ligadas à covid-19", disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

A demanda diminuiu no bloco embora as empresas tenham reduzido preços. O número de trabalhadores caiu pelo sexto mês seguido.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias