Keiko Fujimori pede anulação de 200 mil votos nas eleições peruanas

Candidata conservadora alega irregularidades e fraude na mesa de voto

Publicado em 10/06/2021 - 08:25 Por RTP - Lima

A candidata à Presidência do Peru, Keiko Fujimori, pediu às autoridades eleitorais a anulação de 802 cadernos eleitorais - cerca de 200 mil votos - sob acusações de irregularidades e "fraude na mesa de voto".

A candidata de direita, que está em vias de perder a eleição de domingo passado (6) por cerca de 70 mil votos para o candidato da ala esquerda, Pedro Castillo, fez o pedido à Comissão Nacional de Eleições (JNE), insistindo na revisão da contagem de votos.

Apenas cerca de 1% dos votos ainda não foram contados.

"Essas 802 fichas de totalização representam 200 mil votos e devem ser retiradas da totalização nacional", disse Keiko, de 46 anos, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, que está preso por abusos de direitos humanos e corrupção.

Pedro Castill, de 51 anos, é filho de camponeses e prometeu reformular a Constituição e as leis de mineração do Peru.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias