França enfrenta nova onda de greve contra reforma previdenciária

Paralisação afeta refinarias, transporte público e escolas

Publicado em 31/01/2023 - 10:52 Por Lucien Libert e Sybille de La Hamaide - Repórteres da Reuters - Paris

Uma segunda greve nacional afetava as refinarias, o transporte público e as escolas da França nesta terça-feira (31), enquanto trabalhadores protestam contra os planos do presidente Emmanuel Macron de fazer as pessoas trabalharem por mais tempo antes da aposentadoria.

Multidões fizeram passeatas pelas cidades da França para condenar uma reforma que aumenta a idade de aposentadoria em dois anos, para 64 anos, e que é um teste à capacidade de Macron de promover mudanças agora que perdeu sua maioria no Parlamento.

Nas redes ferroviárias, apenas um em cada três trens TGV de alta velocidade estava operando e ainda menos trens locais e regionais funcionavam. Os serviços do metrô de Paris estavam desorganizados.

Estimulados por seu sucesso no início do mês, quando mais de um milhão de pessoas foram às ruas, os sindicatos que lutam para manter seu poder e influência instaram a população a comparecer em massa.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias