Cidade do Sudão tem confrontos pesados enquanto Exército tenta ganhos

ONU alerta para risco de país entrar em guerra civil.

Publicado em 14/07/2023 - 15:39 Por Nafisa Eltahir e Khalid Abdelaziz – Repórteres no Cairo e em Dubai* - Cidade do Cairo

As facções em guerra no Sudão travaram confrontos intensos em partes da cidade de Bahri nesta sexta-feira (14), disseram moradores, um dia depois de ambos os lados acertarem um novo esforço de mediação que busca encerrar uma guerra de três meses.

Os combates, que eclodiram em 15 de abril, expulsaram os civis da região ampliada da capital -- composta pelas cidades de Cartum, Bahri e Omdurman -- e desencadearam ataques com motivação étnica na região de Darfur.

Até agora, os esforços de mediação regional e internacional falharam em acabar com os combates entre forças do Exército e grupos paramilitares, e autoridades da Organização das Nações Unidas (ONU) disseram que o Sudão pode entrar em uma guerra civil.

A mais recente tentativa foi lançada no Egito na quinta-feira (13). Tanto o Exército, que tem laços estreitos com o Egito, quanto o grupo paramilitar RSF saudaram o esforço.

Mas quatro moradores de Bahri disseram à Reuters que acordaram com fortes confrontos matinais entre os dois lados, aparentemente centrados em torno da Ponte Halfaya.

Enquanto o RSF se espalhou rapidamente pela capital nos primeiros dias de combate, o Exército se concentrou em ataques aéreos e de artilharia que pouco fizeram para mudar o cenário.

O Exército conduziu mais operações terrestres nas últimas semanas, particularmente em Omdurman.

Os residentes de Bahri disseram ter ouvido ataques aéreos, fogo de artilharia e tiros, continuando à tarde.

Outras testemunhas relataram confrontos em torno de uma base militar no sul de Cartum.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias