Mortes durante entrega de ajuda em Gaza chocam representante da ONU

Israel contesta relato, mas reconhece que abriu fogo a oeste da cidade

Publicado em 29/02/2024 - 16:05 Por Gabrielle Tétrault-Farber - Reuters - Genebra

O chefe de ajuda da Organização das Nações Unidas (ONU), Martin Griffiths, disse nesta quinta-feira (29) que estava chocado com os relatos de mortes e de feridos durante a transferência de suprimentos de ajuda a oeste da cidade de Gaza.

"Mesmo depois de quase 5 meses de hostilidades brutais, Gaza ainda tem a capacidade de nos chocar", afirmou Griffiths em um post no X. "Estou chocado com os relatos de mortes e ferimentos de centenas de pessoas durante uma transferência de entrega de ajuda a oeste da cidade de Gaza, hoje."

Autoridades de saúde em Gaza disseram nesta quinta-feira que disparos israelenses contra pessoas que aguardavam ajuda perto da cidade de Gaza mataram 104 palestinos e feriram 280, com um hospital informando que havia recebido dez corpos e dezenas de pacientes feridos.

Israel contestou o relato e o número de mortos divulgado pelas autoridades de saúde em Gaza, administrada pelo Hamas, dizendo que os caminhões de ajuda foram cercados por centenas de pessoas e que, na confusão, muitos foram pisoteados ou atropelados, embora tenha reconhecido que suas forças abriram fogo posteriormente.

Últimas notícias