Empresário repassou mansão a Adriana Ancelmo, diz delator

Publicado em 21/11/2018 - 16:47 Por Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A mansão do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral em Mangaratiba (RJ) foi passada à então primeira-dama, Adriana Ancelmo, pelo empresário George Sadala, que, assim como Cabral, é réu na Operação Lava Jato. A informação foi dada nesta quarta-feira (21) pelo delator Carlos Miranda, que foi interrogado pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Rio de Janeiro - Esposa do ex-governador Sergio Cabral, Adriana Ancelmo, deixa a 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro após depoimento à Justiça Federal (Fernando Frazão/Agência Brasil)
A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo - Fernando Frazão/Arquivo/Agência Brasil

"A história de que eu tomei conhecimento foi que a casa de Mangaratiba foi originalmente comprada pelo G [George Sadala]. A Adriana foi visitar, gostou da casa e quis ficar com ela. O G repassou para ela, mas eu não participei dessa negociação", disse Miranda.

A versão de Carlos Miranda, contudo, foi rebatida pela defesa de Sadala, que a considerou fantasiosa. "Ele nunca teve, não passou, nem vendeu [a mansão]", disse o advogado Rogério Marcolini.

De acordo com o delator, Sadala foi responsável pelo serviço Rio Poupa Tempo, entre outros negócios, durante o governo Cabral, a quem pagava propina, em valores que totalizaram cerca de R$ 1,3 milhão.

 

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias