Marina Silva declara apoio à candidatura de Aécio Neves

Publicado em 12/10/2014 - 12:46 Por Daniel Melo - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Derrotada no primeiro turno das eleições presidenciais, Marina Silva (PSB) anunciou hoje (12) apoio ao candidato do PSDB, Aécio Neves. Segundo Marina, a posição foi decida após o tucano assinar uma carta se comprometendo com uma série de pontos considerados vitais pela sua coligação. “Entendo esse documento como uma carta compromisso com os brasileiros, com a nação. Rejeito qualquer interpretação que seja dirigida a mim em busca de apoio”, disse sobre o documento que foi entregue por Aécio no sábado (11), no Recife.

Entre os pontos acordados está o compromisso com a reforma agrária, o fim da reeleição e a elaboração de um projeto de lei que transforme o Bolsa Família em política de Estado. “Compromissos avançados com a educação, assumindo a educação em tempo integral, que Eduardo Campos tanto se esforçava para mostrar que fez a diferença na qualidade do ensino em Pernambuco”, acrescentou, durante o pronunciamento sobre os termos do documento.

Também faz parte do compromisso assinado pelo tucano uma série de pautas sócioambientais, como o fim do desmatamento e a manutenção da prerrogativa do Executivo na demarcação de terras indígenas. “Inédita determinação de preparar o país para as mudanças climáticas e fazer a transição para uma economia de baixo carbono, assumindo protagonismo global nessa área”, elogiou a ex-ministra do Meio Ambiente.

Marina ressaltou que sua decisão foi tomada após todos os partidos de sua base de apoio manifestarem as posições, em sua maioria, favoráveis a Aécio Neves. “A minha posição neste momento tem um lastro daqueles que me empoderaram para liderar a campanha política no primeiro turno. E respaldada por esse lastro, após conversar com muitas pessoas, refleti sobre o momento importante que o nosso país está vivendo”.

Sobre a campanha, a ex-senadora voltou a reclamar do tom das críticas recebidas no primeiro turno. “Não podemos mais continuar apostando no ódio, na calúnia, na desconstrução de pessoas e propostas apenas pela disputa de poder que divide o Brasil”, destacou.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.