Um dia antes da eleição, partidos ainda debatem candidaturas ao Senado

Publicado em 31/01/2017 - 17:34 Por Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A eleição para a Mesa Diretora do Senado, marcada para esta quarta-feira (1º), não definirá apenas quem será o novo presidente da Casa e do Congresso Nacional. O processo também decidirá quem serão os ocupantes dos cargos-chave para o funcionamento do Senado. Uma divisão dentro do PT ainda deixa dúvidas sobre a partilha dos principais cargos da Mesa e das comissões.

Tradicionalmente, a eleição segue a regra de proporcionalidade das bancadas dos partidos. Neste caso, o PMDB, que tem a maior bancada, deve indicar o senador Eunício Oliveira (CE) para a presidência. O PSDB, que tem o segundo maior número de senadores, indicará Cássio Cunha Lima (PB) para a primeira vice-presidência. Assim, caberia ao PT, terceira maior bancada, indicar um nome para ocupar a primeira secretaria. No entanto, a maior parte da bancada petista não quer compor chapa com Eunício Oliveira, que fez parte do grupo favorável ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Assim, o PT poderia apoiar José Medeiros (PSD-MT), que lançou candidatura avulsa à presidência do Senado, ou ainda lançar candidato próprio para marcar posição. Neste caso, no entanto, o partido feriria a regra da proporcionalidade e poderia ficar de fora, não só da composição da Mesa Diretora, mas também da presidência das comissões permanentes do Senado. A definição sobre as escolhas dos partidos, também segundo a proporção das bancadas, para a presidência de cada comissão deve ocorrer somente na próxima semana, após a eleição da Mesa.

Para evitar que os membros da bancada petista percam posições de destaque, os senadores Humberto Costa (PT-PE), Jorge Viana (PT-AC), José Pimentel (PT-CE) e Paulo Rocha (PT-PA) tentam convencer os demais colegas a fechar acordo pela eleição de Eunício Oliveira. A decisão da bancada deve sair ainda hoje, mas a tendência é que eles sejam voto vencido.

Candidatura avulsa

Outro parlamentar que cogita lançar candidatura avulsa é o senador Roberto Requião (PMDB-PR), como forma de protesto. “Eu coloquei uma proposta de democratização. O Senado acaba sendo controlado por um grupo de senadores em que o conjunto não participa de nada”, afirmou Requião.

Entre as propostas de Requião estão a mudança na escolha de relatores para os projetos e o fim das chamadas comissões especiais, que substituem as comissões permanentes em algumas situações. “Eu estou me colocando, com um grupo de senadores, como patrocinador da democratização. Se necessário, vou ser candidato, mas daí seria uma candidatura de protesto porque o governo tem maioria absoluta.”

Líderes

Até a próxima semana, os partidos deverão definir também quem serão os líderes das bancadas. Hoje, o atual presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), comunicou que seu partido decidiu indicá-lo “por aclamação” para liderar a maior bancada da Casa quando deixar a presidência. “A bancada me indicou por aclamação, mas eu estou refletindo. Eu tenho até amanhã para refletir um pouco o que eu devo ou não fazer.”

No PSDB, que tem a segunda maior bancada, o senador Paulo Bauer (SC) será reconduzido à liderança. Já no PT, terceira bancada, o senador Humberto Costa (PE) não deve continuar na liderança. O partido ainda não anunciou o novo nome.

Edição: Amanda Cieglinski

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Câmara aprova MP amplia uso de assinatura eletrônica

Objetivo da MP é facilitar o uso de documento assinados digitalmente para ampliar o acesso a serviços públicos digitais. Texto segue para o Senado.

la bombonera, estádio do boca juniors
Esportes

Equipes do futebol argentino voltam a treinos presenciais

Após paralisação de cinco meses causada pela pandemia de coronavírus, 16 das 25 equipes da primeira divisão do país sul-americano retornaram às atividades presenciais.

Programa de Incentivo à Cabotagem, BR do Mar,
Geral

Programa de incentivo marítimo BR do Mar é entregue ao Congresso

O governo entregou hoje o projeto de lei BR do Mar - iniciativa que visa expandir o tráfego marítimo de mercadorias em todo o território nacional.

 

cruzeiro guarani
Esportes

Série B: Cruzeiro vence Guarani por 3 a 2 fora de casa

Segunda rodada também teve triunfos de Juventude, Paraná e Botafogo SP, além do empate entre Brasil de Pelotas e Ponte Preta.

Mega-Sena, loterias, lotéricas
Geral

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 12,5 milhões

A quina teve 16 acertadores e cada um vai receber R$ 81.484,20. Os 1.545 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 1.205,49.

 Esculturas de musas na fachada do prédio da sede do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, zona norte da cidade
Geral

Alerj autoriza repasse de verbas para obras no Museu Nacional

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro autorizou o repasse de verbas complementares para a reconstrução do Museu Nacional, destruído por um incêndio em 2018.