Dono da Via Engenharia também é preso em operação contra superfaturamento no DF

Publicado em 23/05/2017 - 17:19 Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil - Brasília

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje (23) o proprietário da empresa Via Engenharia, Fernando Márcio Queiroz, que também participou do esquema de superfaturamento para a reconstrução do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, utilizado para os jogos da Copa do Mundo de 2014. Além da prisão, foi decretado o bloqueio de bens a ativos no valor de R$ 10 milhões de Queiroz e de R$ 100 milhões da Via Engenharia.

As construtoras Andrade Gutierrez e Via Engenharia formaram o consórcio que venceu a licitação fraudulenta para construção do estádio. Segundo a PF, Queiroz participou ativamente das tratativas relacionadas com a fraude à licitação e pagou valores ilícitos aos ex-governadores José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz. Também de acordo com a polícia, há indícios de que o empresário teria corrompido, sempre por meio do seu diretor Alberto Nolli, a então presidente da Terracap, Maruska Lima, e o presidente da Novacap, Nílson Martorelli, ambos ligados ao então governador Agnelo.

Maruska Lima também está presa na carceragem da PF em Brasília, assim como o ex-secretário da Copa do governo do Distrito Federal, Francisco Cláudio Monteiro. Eles fazem parte do núcleo financeiro e administrativo do esquema.

A ex-presidente da Terracap foi integrante da comissão de licitação e as investigações apontam que recebeu propina para consagrar as empresas Via Engenharia e Andrade Gutierrez como vencedoras do certame. Já Monteiro teria recebido, a pedido de Agnelo, o valor de R$ 250 mil. A justiça determinou o bloqueio de R$ 4 milhões de Maruska e de R$ 100 mil de Monteiro.

Segundo a PF, a obra gerou um prejuízo de R$ 1,3 bilhão à Terracap, empresa pertencente ao governo do Distrito Federal e à União. O investimento inicial para reforma do estádio era de R$ 690 milhões e chegou ao total de R$ 1,5 bilhão.

Os policiais cumprem hoje 10 mandados de prisão temporária, 15 de busca e apreensão e três de condução coercitiva no âmbito da Operação Panatenaico. Nílson Martorelli, Jorge Luiz Salomão, Sérgio Lúcio Silva de Andrade e Afrânio Roberto de Souza Filho também tiveram o pedido de prisão temporária decretado, como colaboradores do esquema. Eles também tiveram bens e ativos bloqueados.

No acordo de leniência com o Ministério Público Federal, a construtora Andrade Gutierrez já se comprometeu a devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Do núcleo político, foram presos os ex-governadores Agnelo Queiroz e José Roberto Arruda, e o ex-vice-governador, Tadeu Fillippelli. Filippelli era assessor especial da Presidência da República, mas foi exonerado do cargo após sua prisão. Os advogados desses investigados disseram que vão se pronunciar após terem acesso a todas as informações das investigações.

Edição: Davi Oliveira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Stephanie Soares
Esportes

A história peculiar de uma aposta do basquete brasileiro

Com apenas 20 anos de idade, a jogadora de basquete brasileira Stephanie Soares tem talento incomum. E uma trajetória também.

O presidente da Russia, Vladimir Putin, durante Diálogo dos Líderes com o Conselho Empresarial do BRICS
Internacional

Rússia anuncia primeira vacina contra a covid-19

Produto foi aprovado pelo Ministério da Saúde. A Rússia espera agora poder iniciar a aplicação em massa, mesmo que estejam ocorrendo ainda testes clínicos para comprovar a segurança do produto.

Idosos moradores do Lar São José, em Sobradinho, no Distrito Federal, recebem presentes de Natal
Direitos Humanos

Covid-19: mais de 330 abrigos de idosos já receberam doações

As instituições que já receberam as doações representam 67% dos abrigos cadastrados na primeira etapa da Campanha Solidarize-se, ação promovida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Parque Nacional da Tijuca
Geral

Ingresso ao Parque Nacional da Tijuca está 80% mais barato

O desconto tem por objetivo estimular o turismo local e diminuir, a curto prazo, os impactos negativos no equilíbrio econômico-financeiro dos contratos, causados pela pandemia da covid-19.

nascentes devem ser protegidas
Geral

Prazo para inscrições no Prêmio ANA 2020 termina no sábado

Inscrições devem ser feitas pelo site da premiação. Cada participante pode inscrever mais de uma iniciativa. Além disso, poderão ser apresentados trabalhos indicados por terceiros.

Premiê britânico, Boris Johnson, deixa residência oficial em Londres
Internacional

Boris Johnson teme que Reino Unido perca poder se Escócia se separar

Escócia depositou 55% dos votos contra a independência em um referendo de 2014, mas o Partido Nacional Escocês, que governa a nação, quer outro pleito.