Pesquisa identifica 34 línguas indígenas faladas no Pará

Estudo da UFPA criou mapa interativo sobre a cultura dos territórios

Publicado em 07/01/2022 - 08:08 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Começou 2022 e, com ele, a Década Internacional das Línguas Indígenas, instituída pelas Nações Unidas. Apesar disso, o Brasil não tem um mapeamento das línguas indígenas faladas no nosso território. Mas no Pará, o segundo maior estado da região amazônica, uma pesquisa identificou 34 línguas indígenas faladas no estado. Realizado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), o estudo faz parte do projeto As línguas indígenas no Pará em 2021: fraturas do contemporâneo. Além disso, busca elaborar um inventário sobre as línguas indígenas faladas, atualmente, em todo o estado.

Esta foi a primeira etapa da pesquisa, realizada durante sete meses de 2021. Encabeçado pelo Grupo de Estudos, Mediações, Discursos e Sociedades Amazônicas, da UFPA, o levantamento teve a colaboração de acadêmicos das Universidades Federais Rural da Amazônia e do Oeste do Pará. A ideia do projeto, era construir um mapa interativo e um documentário, tratando da localização de cada terra indígena e com informações sobre o número de falantes de cada língua, o tronco linguístico a que as línguas pertencem, e sobre as origens genéticas indefinidas de algumas delas.

A professora Ivânia Neves, da UFPA, que coordenou o estudo, conta que esse mapeamento surgiu diante da falta de informações sobre quantas línguas são faladas no estado do Pará. Ela relata que o material foi coletado pelos próprios estudantes indígenas das universidades.

A professora Ivânia Neves ainda destaca que os povos indígenas, atualmente, entendem a importância política de falarem suas línguas, como forma de resistir à história de perseguição, e tentativa de apagamento cultural dessas pessoas.

O projeto foi aprovado pela Secretaria de Cultura do Pará, por meio da Lei Aldir Blanc, no edital de cultura imaterial. Segundo a Universidade Federal do Oeste do Pará, uma das participantes do estudo, pelo menos 65 povos indígenas vivem no estado, incluindo os povos isolados. Os dados são de 2020. Nesta primeira fase da pesquisa, foram registradas 34 línguas indígenas no estado. Esse número não leva em conta as línguas utilizadas pelos povos que vivem isolados no Pará.

Das 34 registradas, 18 são de origem Tupi, quatro são línguas Macro-Jê, nove da família Karib, uma da Karajá, uma da família Arual, e uma língua Warao. Outras treze são dos povos isolados.

Como resultado desta etapa do projeto, os pesquisadores envolvidos construíram um mapa interativo com cada língua e localização, no estado. O produto pode ser acessado, na internet, em gedaiamazonia.com.br.  Lá é possível clicar no nome de cada língua indígena e conhecer um pouco sobre cada território onde é falada.

Edição: Bianca Paiva / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Saúde

Rescisão unilateral: Senacon notifica 20 operadores de planos de saúde

O órgão pediu explicações depois de receber mais de 2 mil reclamações de clientes, comunicados sobre o cancelamento repentino dos seus planos de saúde.

Baixar arquivo
Saúde

RS investiga mais de 800 casos suspeitos de leptospirose

Quatro mortes pela doença já foram confirmadas e outras quatro estão em análise.

Baixar arquivo
Geral

Base Aérea de Canoas vai receber voos comerciais a partir de segunda

Por semana, serão 12 voos da Latam, saindo de Guarulhos e Congonhas, em São Paulo. A partir do próximo sábado, nove voos da Gol, de Guarulhos. 

Baixar arquivo
Geral

Dia Nacional da Adoção: Brasil tem 3.800 crianças a espera de um lar

Dados do Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento apontam desequilíbrio entre pessoas que querem adotar e as crianças e jovens que sonham em ser adotados.

Baixar arquivo
Educação

Educação cibernética: especialista defende que escolas tratem do tema

A Educação cibernética para os cidadãos é fundamental para ajudar a enfrentar os crescentes ataques hackers no país, segundo o diretor de Cibersegurança da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, Emilio Nakamura.

Baixar arquivo
Geral

Falha do sistema contra inundações gera discussão em Porto Alegre

Agora, de 23 estações de bombeamento da cidade, 12 não estão funcionando nas regiões Norte e Central, segundo o Departamento Municipal de Águas e Esgoto.

Baixar arquivo