Morre, no Rio, o compositor Carlos Colla

Publicado em 13/01/2023 - 15:57 Por Carolina Pêssoa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Morreu hoje no Rio de Janeiro, aos 78 anos, o poeta e compositor Carlos Colla. Um dos maiores compositores brasileiros, Colla teve mais de 2 mil composições gravadas por inúmeros artistas brasileiros e do exterior.

Entre os sucessos do artista estão as músicas “Bye, bye tristeza” e “Solidão”, na voz de Sandra de Sá; “Falando sério” e “A namorada” gravadas por Roberto Carlos; “Meu vício”, lançada por Alcione;  e “Verdade chinesa”, por Emílio Santiago.

Carlos Colla era um dos preferidos de Roberto Carlos, que gravou 44 sucessos do artista. Roberto está em viagem ao exterior e ainda não se pronunciou sobre a morte do amigo e parceiro.

A primeira composição de Colla foi aos 14 anos, quando era estudante de teatro. Em 2011, o compositor lançou seu primeiro livro, o romance “A namorada”, pela Editora Prestígio, do grupo Ediouro.

Colla morreu de uma parada respiratória em decorrência de falência múltipla de órgãos. Na última terça-feira, ele passou por uma cirurgia para tratar dois aneurismas na aorta abdominal.

Deixa três filhos, Carlos, Daniela e Laura, e 3 netos.

Edição: Elifas Levi / GT Passos

Últimas notícias
Saúde

OMS: Vacinas salvaram 154 milhões de vidas em 50 anos

Os esforços globais de imunização têm sido fundamentais, salvando aproximadamente 154 milhões de vidas nos últimos 50 anos, conforme indicado por um estudo conduzido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), revelado recentemente.

Baixar arquivo
Economia

Reforma tributária: Haddad leva texto da regulamentação ao Congresso

O documento tem mais de 300 páginas e 500 artigos com as regras do novo sistema de cobrança de impostos. Ele substitui cinco impostos por dois, um federal e um para estados e municípios.

Baixar arquivo
Política

Congresso Nacional adia análise de vetos presidenciais

A ideia é dar mais tempo para os líderes do governo e da oposição entrarem em acordo para a votação.

Baixar arquivo
Internacional

Presidente de Portugal reconhece culpa pela escravidão no Brasil

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que seu país tem responsabilidade pelos crimes da era colonial, como tráfico de pessoas na África, massacres de indígenas e saques de bens.

Baixar arquivo
Geral

Preso, Chiquinho Brazão fala no Conselho de Ética da Câmara por vídeo

Brazão, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco, está preso há um mês e é alvo de pedido de cassação apresentado pelo PSOL.

Baixar arquivo
Segurança

CCJ da Câmara aprova lei que permite aos estados decidirem sobre armas

Pelo projeto de lei, os estados poderiam decidir sobre a posse e o porte de armas. Parlamentares favoráveis à proposta acreditam que diferenças estaduais precisam ser respeitadas. Já os contrários, afirmam que regras sobre armas devem ser definidas por uma lei nacional. Base do governo aponta inconstitucionalidade da medida.

Baixar arquivo