Medida Provisória cria o programa habitacional Casa Verde e Amarela

Programa será para famílias de baixa renda e terá juros reduzidos

Publicado em 25/08/2020 - 15:02 Por Anna Luisa Praser - Brasília

O presidente Jair Bolsonaro assinou, nesta terça-feira (25), a medida provisória que cria o programa habitacional Casa Verde e Amarela. O projeto será voltado para famílias de baixa renda, oferecerá taxas de juros reduzidas e a retomada de obras que estão paradas.

Agora, a MP deverá ser aprovada pelo Congresso Nacional e vai depender de regulamento específico para definir as metas, prioridades e os tipos de benefício destinados às famílias.

O programa Minha Casa Minha vida foi incorporado pelo Casa Verde Amarela. O que antes era dividido por faixas salariais passaram a ser classificados como grupos, divididos de acordo com a renda dos participantes.

Agora, se encaixam no grupo 1 os que têm renda mensal de até R$ 2 mil. No grupo 2, estão os que têm renda mensal entre R$ 2 mil e R$ 4 mil. O grupo 3 tem faixa salarial entre R$ 4 mil e R$ 7 mil mensais. Cada grupo possui serviços e benefícios diferentes. Isso quer dizer que quanto menor a renda, maior os subsídios concedidos.

Os benefícios contidos no Programa Minha Casa Minha Vida serão mantidos. O que muda é a criação do programa de regularização fundiária e a melhoria habitacional.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Roberto Marinho, listou outras diferenças entre o programa lançado nesta terça-feira e o Minha Casa Minha Vida.

A faixa de juros também é específica para cada região. O ministro Roberto Marinho explica o porquê dessa diferenciação.

O programa também abre a possibilidade para que mutuários inadimplentes do grupo 1 possam renegociar as dívidas do financiamento habitacional.

Para isso, está prevista a realização de um mutirão, junto com a Caixa Econômica Federal, no primeiro trimestre de 2021.

A meta do programa será atender famílias que vivem em área urbana com renda mensal de até R$ 7 mil reais e famílias que residem na área rural e que têm renda anual de até R$ 84 mil.

A expectativa é que, até o ano de 2024, 1,6 milhão famílias de baixa renda sejam atendidas com o financiamento habitacional.

Além disso, a promessa é de que sejam publicados, ainda este ano, os primeiros editais para a contratação de regularização fundiária e melhorias habitacionais.

Os aportes do programa serão de R$ 25 bilhões do FGTS, R$ 500 milhões do Fundo de Desenvolvimento Social e R$ 2,4 bilhões do Orçamento Geral da União. Esse último deve ser destinado para que seja concluído, até o final do ano que vem, a construção de 185 mil unidades habitacionais, 100 mil residências e projetos de urbanização que estavam em andamento.

 

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa segunda

Meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos prioritários. São quase 80 milhões de pessoas em todo país.

Baixar arquivo
Saúde

Serrana é primeira cidade a concluir vacinação em massa contra covid

Todos os moradores com mais de 18 anos tiveram direito à vacina, o equivalente a cerca de 28 mil pessoas no município que tem pouco mais de 46 mil habitantes.

Baixar arquivo
Esportes

Flamengo vence Palmeiras nos pênaltis e é bicampeão da Supercopa

O atual campeão brasileiro Flamengo venceu neste domingo (11) o Palmeiras, atual campeão da Copa do Brasil, pelo placar de 6 a 5, nos pênaltis.

Baixar arquivo
Política

Agenda da semana tem CPI da Covid-19 e nova Lei da Segurança Nacional

A CPI da Covid-19; um projeto para revogar decretos presidenciais que ampliaram o acesso a armas e munições; e uma proposta para substituir a atual Lei de Segurança Nacional estão entre os temas desta semana no Congresso.

Baixar arquivo
Justiça

STF deve julgar instalação da CPI da Covid-19 na quarta (14)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, antecipou para esta quarta-feira (14) o julgamento em plenário sobre a instalação da CPI da Covid-19 no Senado Federal.

Baixar arquivo
Política

Munhoz de Melo (PR) realiza eleição neste domingo

Os pouco mais de 3,3 mil eleitores da cidade da região Norte Central paranaense terão que escolher um novo prefeito e vice-prefeito apenas cinco meses após a eleição municipal de 2020.

Baixar arquivo