Dupla jornada e salários menores: realidade que ainda afeta mulheres

Em 2019, 54,5% delas estavam ocupadas e a renda foi 23% menor

Publicado em 04/03/2021 - 12:25 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A realidade feminina no mercado de trabalho no país continua afetada pela dupla jornada e as desigualdades de gênero, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (4) pelo IBGE. Em 2019, 54,5% das brasileiras com mais de 15 anos estavam ocupadas, contra 73,7% dos brasileiros.

E o rendimento médio obtido com esse trabalho foi de apenas 77 centavos para elas a cada 1 real recebido por um homem.

Boa parte da explicação está dentro de casa. Em 2019, as mulheres dedicaram aos cuidados de pessoas ou afazeres domésticos quase o dobro de tempo que os homens: mais de 21 horas semanais contra 11 (deles). E essa proporção não tem se alterado significativamente nos últimos anos.

Além de desestimular o trabalho remunerado, isso também impacta nas características da ocupação e na remuneração recebida, de acordo com o pesquisador do IBGE Andre Simões.

A dedicação aos serviços domésticos e de cuidado aumenta para 22 horas no caso das mulheres negras e para mais de 24 entre as que fazem parte dos 20% da população com menores rendimentos, refletindo as dificuldades para terceirizar essas atividades.

A presença de crianças pequenas nas famílias também cria uma disparidade no acesso ao trabalho: enquanto 54,6% das mulheres com filhos menores de 3 anos tinham uma ocupação, essa participação sobe para 67,2% entre aquelas sem crianças nessa faixa etária.

E, entre as mulheres com filhos pequenos que são negras, a taxa cai abaixo dos 50%, como afirma o pesquisador do IBGE.

As desigualdades por cor ou raça também aparecem na análise do trabalho parcial, já que 32,7% das mulheres negras trabalhavam até 30 horas semanais, frente a 26% das brancas. O levantamento do IBGE também encontrou disparidades regionais, com essa proporção chegando a 37,5% no Nordeste e passando de 39% no Norte do país.

 

Últimas notícias
Cultura

Dia do Imigrante Italiano homenageia intensa troca cultural com Brasil

Entre os imigrantes, estavam os trabalhadores nas lavouras, inclusive do café, arquitetos, artistas plásticos, padres, alfaiates, além daqueles que iriam mais tarde ajudar a indústria nacional.

Baixar arquivo
Geral

Empresa responsável por obra em prédio que desabou no RJ é condenada

A Justiça do Rio de Janeiro condenou a empresa Tecnologia Organizacional, a TO Brasil, que fazia obras do Edifício Liberdade quando ele desabou em janeiro de 2012 e deixou 22 mortos, na região central da capital fluminense

Baixar arquivo
Economia

Dívidas renegociadas no Desenrola somam R$ 36,5 bilhões

Mais de 12 milhões de brasileiros já renegociaram com o programa, de acordo com o Ministério da Fazenda. No total, 17 milhões de dívidas foram “desnegativadas”, quitadas ou solucionadas.

Baixar arquivo
Política

Ministro Mauro Vieira rebate críticas de ministro israelense a Lula

Segundo Vieira, uma chancelaria dirigir-se dessa forma a um chefe de Estado de um país amigo é algo insólito e revoltante. E que o chanceler israelense recorre sistematicamente à distorção de declarações e que não é aceitável que uma autoridade governamental aja dessa forma.

Baixar arquivo
Política

Senado aprova restrição de saída temporária de presos condenados

A proposta mantém benefício apenas para presos inscritos em cursos profissionalizantes ou nos ensinos médio e superior. A matéria ganhou prioridade do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, após a morte de um policial, em janeiro, por um preso que estava em saída temporária em Minas Gerais.

Baixar arquivo
Internacional

Príncipe William manifesta preocupação com mortes na Palestina

O herdeiro do trono inglês defendeu ser fundamental que a ajuda humanitária chegue aos que estão em Gaza e que os reféns sejam libertados. William vai visitar uma sinagoga na semana que vem para tratar do aumento do antissemitismo. 

Baixar arquivo