Produção de chocolate artesanal dobrou nos últimos 4 anos no Brasil

Publicado em 14/09/2021 - 22:30 Por Daniella Longuinho - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O número de produtores artesanais de chocolate dobrou nos últimos quatro anos no país. E, apesar da pandemia, o faturamento de 42% dessas empresas foi maior em 2020 do que em 2019.

Esses dados são de estudo realizado pelo Sebrae, em parceria com a Associação Bean to Bar Brasil, o primeiro a traçar o perfil dos pequenos negócios do ramo.

A pesquisa mapeou 118 negócios artesanais de chocolate, a maioria utilizando cacau do sul da Bahia e com capacidade de produção de até 100 kg por mês. As mulheres são maioria entre os empreendedores desse mercado; 80% deles possuem nível superior completo e 84% já realizaram cursos relativo ao setor de chocolate e de cacau.

O estudo analisou os empreendedores “Bean to Bar”, aqueles que compram as sementes de cacau para produzir o chocolate; e os “Tree to Bar”, que são aqueles que produzem o cacau e o próprio chocolate.

O analista de Competitividade do Sebrae, Luiz Rebelatto, explica que o grande diferencial desses produtos está na matéria-prima. Ele destaca os principais fatores que têm feito esse mercado crescer. Segundo ele, existe um perfil de consumidor que já vinha aumentando o interesse nesse mercado, o aumento do e-commerce durante a pandemia e novas especializações do ramo de chocolates .

O empresário Rogério Kamei, dono da Mestiço Chocolate, que fica em São Paulo, começou a trabalhar no ramo para tentar agregar valor ao cacau produzido na fazenda da família, que fica na Bahia. Ele destaca a qualidade dos chocolates com o máximo de pureza.

Os chocolates em barra, os nibs de cacau e os bombons são os principais produtos produzidos nesse mercado. E em geral, com concentração de cacau mais alta entre 70% e 89%. A maior parte dos negócios fatura até R$ 81 mil por ano. 

*Com produção de Renato Lima.

Edição: Jacson Segundo / Guilherme Strozi

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Atleta indígena disputa Sul-Americano Sub-18 de atletismo pelo Brasil

Yuri é estudante da Escola Municipal Polo Indígena Mbo'eroy Guarani Kaiowá, na cidade de Amambaí, no Mato Grosso do Sul. Campeão brasileiro sub-20 e vice-campeão no sub-18, ele será um dos representantes do Brasil na prova do lançamento do dardo.

Baixar arquivo
Esportes

São Paulo e América (MG) ficam no 0 a 0 pelo Brasileirão

O tricolor paulista segue na 12ª posição com 26 pontos. Já o América Mineiro deixou a zona de rebaixamento do campeonato e chegou a 23 pontos na competição.

Baixar arquivo
Esportes

CPB confirma realização do Festival Paralímpico para dezembro

Evento leva modalidades paralímpicas a jovens com e sem deficiência

Baixar arquivo
Saúde

Nove a cada dez brasileiros já se vacinaram ou pretendem se vacinar

É isso o que mostra um estudo com 173 mil pessoas, conduzido pelo Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz.

Baixar arquivo
Saúde

Amazonas registra 78 casos suspeitos da doença da urina preta

A doença é causada por uma toxina encontrada em alguns peixes como tambaqui  e crustáceos como lagosta e camarão, quando não são guardados na temperatura correta.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Algoritmos de IA que ameaçam os direitos humanos devem ser proibidos

Os algoritmos de Inteligência Artificial que ameaçam os direitos humanos devem ser proibidos, até que sejam incluídas as salvaguardas necessárias para o uso seguro desses programas. Essa é a opinião da Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet.

Baixar arquivo