Novas regras permitem cadastro automático na tarifa social de energia

Publicado em 30/11/2021 - 22:02 Por Jéssica Gonçalves - Repórter Rádio Nacional - Brasília

O protocolo entre a Aneel e o ministério da Cidadania foi assinado nesta terça-feira, em solenidade na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em Brasília. As novas regras permitem o cadastro automático de famílias de baixa renda na tarifa social de energia a partir de janeiro.

De acordo com o presidente da Aneel, André Pepitone, cerca de 12,3 milhões de famílias brasileiras já são inscritas na tarifa social, mas pelo menos outras 11,5 milhões atendem aos requisitos e podem receber o desconto na conta de luz.

Segundo o presidente Jair Bolsonaro, o principal objetivo da medida é reduzir a burocracia.

As regras para ter direito ao desconto, continuam as mesmas. O benefício vale para as famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa e, também, as famílias com renda mensal de até três salários mínimos em que um dos membros possua alguma doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento. Também tem direito à tarifa social, quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para que o cadastro seja feito de forma automática, o CPF do titular da conta de luz tem que ser o mesmo informado nas bases de dados do CadÚnico. No caso das pessoas com doenças que precisam de aparelhos elétricos, é preciso apresentar à distribuidora de energia o relatório e o atestado médico que comprovem a situação clínica do morador.

A tarifa social de energia funciona assim: quanto menor o consumo, maior o desconto na fatura. Quem consegue manter o consumo entre 30 e 220 kWh por mês, recebe descontos que variam de 10 até 65%.

Para as famílias indígenas e quilombolas inscritas no CadÚnico os descontos vão de 10 a 100%. 

Edição: Alessandra Esteves

Últimas notícias
Economia

Empresas podem regularizar débitos no Simples Nacional até 31 de março

O Comitê Gestor do Simples Nacional decidiu nesta sexta-feira prorrogar por dois meses a medida que valeria até 31 de janeiro.

Baixar arquivo
Segurança

Mais de 160 mil chaves PIX foram vazadas, confirma Banco Central

Os códigos pertencem ao banco digital Acesso Soluções de Pagamento. No comunicado, o Banco Central explicou que o vazamento ocorreu por causa de falhas pontuais nos sistemas de segurança do banco.

Baixar arquivo
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo