Mais de R$ 23 bi estão esquecidos em bancos à espera da retirada

Saiba como fazer a consulta e sacar o dinheiro

Publicado em 21/02/2022 - 17:40 Por Leandro Martins - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Mais de R$ 23 bilhões estão esquecidos nos bancos, à espera da retirada.  São benefícios como abono salarial, fundos públicos, PIS-Pasep, e até prêmios de loteria. Mas, muita gente nem sabe que tem esses recursos em haver.

Vamos começar pelos recursos do Pis e do Pasep, que até 1988, eram depositados em cotas em um fundo público. Para ter direito a essas cotas, é preciso ter trabalhado com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988.

Para consultar se tem esse recurso e poder retirá-lo, o trabalhador deve acessar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital, pelo Portal Gov.br; ou entrar em contato pelo telefone 158.

A servente Luciana de Souza trabalha há sete anos com carteira assinada, mas vai retirar o PIS pela primeira vez este ano, em março.

Outro dinheiro à espera de beneficiários é o de contas inativas do FGTS. Trabalhadores com carteira assinada demitidos e que ficaram três anos sem trabalhar formalmente podem fazer o saque total dessas contas. A copeira Leila Patrícia diz que retira o FGTS cada vez que termina um contrato de trabalho. E garante que fica atenta a qualquer resíduo que possa ter no banco, como o PIS.

Tem ainda dinheiro parado de cerca de 11 mil segurados do INSS que receberam benefício por incapacidade, como o antigo auxílio-doença, entre 2002 e 2009, e que tiveram o benefício calculado errado. Neste caso, a consulta deve ser feita pelo portal Meu INSS, ou pelo telefone 135.

Também pode ter saldo a receber pessoas que pediram na Justiça a concessão ou a revisão da aposentadoria ao INSS; e também valores de restituição do Imposto de Renda liberados pela Receita Federal.

O coordenador de Política Econômica, do Conselho Federal de Economia, Fernando de Aquino, comenta a origem desses recursos que muitas vezes são desconhecidos de seus titulares.

Tem até prêmio da loteria para quem fez uma fezinha, mas não sabe que ganhou, ou até esqueceu que jogou, e não foi buscar o dinheiro. Segundo a Caixa Econômica, só no ano passado, os prêmios esquecidos somaram quase R$ 590 milhões, em todas as modalidades de loteria.

Edição: Jacson Segundo / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Justiça

Alagoas: Ministério Público realiza operação contra fraude tributária

Uma operação investiga empresas de fachada que emitiram R$ 76 milhões em notas fiscais falsas. Ao todo cinco empresas estão sendo investigadas por fraude fiscal em São Paulo e Alagoas.

Baixar arquivo
Esportes

Libertadores: Atlhetico-PR enfrenta o Estudiantes nesta quinta-feira

Se quiser manter viva a chance de conquistar a Libertadores pela primeira vez e levantar novamente o caneco da Copa do Brasil, o Furacão vai ter que passar por adversários difíceis.

Baixar arquivo
Educação

Superdotação: desafio é identificar pessoas com altas habilidades

O dia 10 de agosto é o dia Mundial da Superdotação. No Brasil, mais de 24 mil crianças foram identificadas como superdotadas. Mas esse número pode ser muito maior.

Baixar arquivo
Cultura

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro ocorre nesta quarta-feira

A 21ª edição também marca o retorno da festa presencial, já que em 2020 e no ano passado foi realizada virtualmente por causa da pandemia de covid-19.

Baixar arquivo
Esportes

Começa a etapa regional, de Brasília, das Paralimpíadas Escolares 2022

Etapa nacional das Paralimpíadas Escolares começa dia 23 de novembro, em São Paulo. Os estudantes podem participar de 24 modalidades como basquete em cadeiras de rodas, parabadminton e Golbol.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Santa Catarina: ciclone extratropical deixa estragos em várias cidades

O fenômeno causou rajadas de vento de cerca de 90 quilômetros por hora. Algumas cidades, como a capital Florianópolis, registraram precipitação de quase 200 milímetros nas últimas 24 horas.

Baixar arquivo