Mais de 40% das crianças entre 6 e 7 anos não sabem ler ou escrever

Levantamento é da ONG Todos Pela Educação feito em 2021

Publicado em 08/02/2022 - 21:49 Por Daniel Ito - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O número de crianças brasileiras entre 6 e 7 anos que não sabem ler e escrever quase dobrou entre 2020 e 2021.

O levantamento feito pela ONG Todos pela Educação apontou que esse índice subiu de 25%, em 2019, para 40,8%, no ano passado.

Isso significa que a cada 5 crianças nessa faixa etária, duas não estão alfabetizadas como deveriam. O levantamento foi feito com base nos números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, do IBGE, e considerou crianças que estudam em escolas públicas e particulares.

A ONG Todos pela Educação, responsável pelo levantamento, afirma que o cenário trazido pela pandemia de covid-19 foi o principal responsável pela piora na alfabetização infantil em 2021. O coordenador de políticas educacionais da organização, Ivan Gontijo, dá mais detalhes.

Ivan Gontijo ressaltou que o déficit na alfabetização infantil prejudica a aprendizagem das crianças em todas as outras áreas do conhecimento escolar. Para o coordenador da ONG, as habilidades de leitura e escrita são essenciais para o desenvolvimento social e humano dos pequenos estudantes.

Para a ONG, é possível reverter o quadro negativo trazido pela pandemia na alfabetização infantil. Para isso, a instituição recomenda, primeiro, que as crianças que apresentam déficit nesse quesito sejam identificadas pelas escolas; e segundo, que elas sejam incluídas em um programa de aceleração do aprendizado a médio prazo.

O Ministério da Educação também se manifestou sobre esse levantamento. A pasta informou que por causa da pandemia de covid-19, nos últimos anos, as ações da Política Nacional de Alfabetização foram redirecionadas para mitigar os impactos causados pela suspensão das aulas — como a disponibilização de recursos online e websites com conteúdos gratuitos para apoiar o processo de aprendizagem nesse período.

Edição: Sheily Noleto / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Cultura

Choro é reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil

Representado por músicas como Carinhoso, de Pixinguinha, e Brasileirinho, de Waldir Azevedo, entre tantas outras, o choro é um gênero genuinamente brasileiro. E, para o músico Marcio Marinho, talvez seja o gênero que "dê mais fisionomia" ao nosso povo

Baixar arquivo
Educação

MEC divulga lista dos pré-selecionados na segunda chamada do Prouni

O Ministério da Educação (MEC) divulgou neste sábado (2) a lista dos candidatos pré-selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) de 2024. A lista está disponível no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior.

Baixar arquivo
Economia

Zona Franca de Manaus terá R$1,2 bilhão em investimentos

A Zona Franca de Manaus vai receber mais de R$1 bilhão em investimentos. Esse montante é referente a 33 projetos que foram aprovados na última reunião do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), liderada pelo presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin.

Baixar arquivo
Economia

Mutirão do Desenrola Brasil reunirá mais de 700 empresas

Mais de 700 empresas participarão do mutirão de negociação de dívidas do programa Desenrola Brasil, que começa nesta segunda-feira (4). A iniciativa vai permitir que muita gente tenha mais facilidade para pagar seus débitos com bancos, financeiras, lojas varejistas, operadoras de telefonia, concessionárias de água e energia, e outros empreendimentos.

Baixar arquivo
Internacional

Estudo sugere que Brasil diversifique parcerias no setor de defesa

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sugere que o Brasil reduza o peso dos Estados Unidos no setor de defesa e aumente parcerias com outras potências.

Baixar arquivo
Saúde

Dia D mobiliza o país contra focos do mosquito transmissor da dengue

Hoje (2) é o Dia D de mobilização contra a dengue em todo o país. O mutirão nacional, realizado pelo Ministério da Saúde, reúne as três esferas de governo, e chama toda a população para reforçar as ações de prevenção e eliminação dos focos do mosquito transmissor da doença.

Baixar arquivo