Viva Maria: É tempo de revisar o texto e o jogo político em busca de um Brasil mais justo

Viva Maria

Publicado em 29/10/2018 - 09:18 Por Apresentação Mara Régia - Brasília

No Dia Nacional do Livro, nosso Brasil começa a escrever, a partir de hoje, mais um capítulo na vida de sua jovem democracia. É tempo de revisarmos o texto que acabamos de finalizar com o resultado da eleição de ontem.

 

Passar a limpo as palavras de ódio e rancor que acirraram os ânimos de um país que se dividiu ao longo de toda a campanha eleitoral, principalmente nas redes sociais. Um grande amigo chegou a escrever no Facebook: é preciso amar as pessoas como se não houvesse eleições.

 

Agora temos que tentar zerar o jogo político em nome do Brasil que queremos cada vez mais justo, menos violento, mais feliz e igualitário. Preferencialmente, com mais mulheres no poder. A propósito: parabéns, governadora Fátima Bezerra. Mais uma vez o estado do Rio Grande do Norte honrou a luta dos movimentos feministas que sempre estiveram à frente do resto do país.

 

Foi em terra potiguar que a mulher primeiro conquistou o direito ao voto e ser votada, e fez história na literatura, música e na educação. De Clara Filipa Camarão, indígena brasileira considerada uma das precursoras do feminismo no Brasil, à Nísia Floresta, educadora, escritora e poetisa, e, provavelmente, a primeira mulher a romper os limites entre os espaços públicos e privados, publicando textos em jornais numa época em que a imprensa nacional ainda era quase inexistente, o Rio Grande do Norte é mulher. Viva Maria! 

 

Quem dera a população feminina em nosso país tivesse o mesmo destino. Contudo, vamos saber, agora, se nós mulheres tivemos ou não um papel decisivo no segundo turno das eleições 2018. Com a palavra Raquel Preto, advogada e líder do Comitê de Combate à Violência contra a Mulher, do grupo Mulheres do Brasil. Seja muito bem-vinda ao nosso programa!

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Pesquisa e Inovação

Covid-19: vacina pesquisada em MG tem resposta positiva em camundongos

Pesquisa é desenvolvida por pesquisadores da Fiocruz e da Universidade Federal de Minas Gerais. Fase atual é de testes em macacos.

Baixar arquivo
Cultura

Museu Nacional do RJ inaugura mostra virtual sobre povos indígenas

A diversidade e a cultura dos povos indígenas poderão ser vistas em uma mostra virtual do Museu Nacional no Rio de Janeiro, por meio de painéis históricos, musicas, filmes e fotografias. A exposição Os Primeiros Brasileiros foi inaugurada nesta terça-feira.

Baixar arquivo
Política

Senado cria CPI da covid-19

Comissão investigará ações do governo federal no enfrentamento da pandemia e também denúncias de desvios de recursos da União repassados a estados e municípios.

Baixar arquivo
Cultura

Lançado o "Mapeamento de Projetos Sociais Arte Toda Gente"

Foi lançado nesta terça-feira o Mapeamento de Projetos Sociais Arte de Toda Gente, uma parceria da Funarte-Fundação Nacional de Artes –  e a Universidade Federal do Rio de Janeiro. As iniciativas são relacionadas com música,  artes, patrimônio, inclusão e acessibilidade.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Peixes aparecem em afluente do Rio Pinheiros, em SP, e causam surpresa

O governo do estado diz que a presença dos animais são resultado do programa de saneamento básico da região. Coordenador de ONG afirma, no entanto, que ainda falta muito para o rio ser considerado despoluído.

Baixar arquivo
Segurança

PA, SC, RS e DF registram queda nos índices de criminalidade

Três estados brasileiros e o Distrito Federal apontaram queda na criminalidade no mês passado. Para o membro do Fórum Nacional de Segurança Pública, Rafael Alcadipani, a redução de crimes tem mais relação com a pandemia do que com a atuação da polícia. Mas os secretários de segurança discordam.

Baixar arquivo