Santa Catarina decreta estado de calamidade pública após passagem de ciclone bomba

Ciclone bomba

Publicado em 03/07/2020 - 16:48 Por Dayana Vitor - Brasília

Um ciclone bomba (tempestade com ventos que podem ultrapassar os 100 quilômetros por hora) deixou um rastro de destruição esta semana na região Sul do Brasil.

 

Santa Catarina, que foi o estado mais atingido - com, pelo menos, 152 municípios afetados e nove mortes - decretou nesta sexta-feira (3) estado de calamidade pública. A Assembleia Legislativa catarinense prometeu doar R$ 30 milhões para auxiliar nos reparos.

 

Ainda para ajudar na recuperação, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério do Desenvolvimento Regional, coronel Alexandre Lucas, e um grupo de profissionais da Defesa Civil Nacional chegaram hoje a Santa Catarina. Eles vão trabalhar para levantar os estragos e planejar estratégias de recuperação. O governo federal deve destinar recursos para reconstrução de estruturas afetadas pelo ciclone.

 

Além do governo federal, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, e secretarias de Obras e Assistência Social catarinense trabalham na recuperação dos estragos. A prioridade neste momento é levantar as principais necessidades da população, como a entrega de telhas.

 

A engenheira Isis Martins dos Reis que mora em Jurer viu telhados indo embora, vidros de apartamentos vizinhos sendo quebrados. Ela ficou quase 72 horas sem água e luz.

 

A moradora da Barra da Lagoa em Florianópolis, Sandra Scott, revela que passou momentos de pânico durante o ciclone.

 

Para se cadastrar no sistema de alertas da Defesa Civil Nacional, é só mandar mensagem de texto com o CEP do local onde mora para o número 40199. Atualmente, nos três estados do Sul, mais de 1,5 milhão de pessoas estão com celulares habilitados para recebimento desses alertas.

Últimas notícias
Educação

Começa prazo para pedido de reaplicação do Enem

Estudantes prejudicados por operação policial realizada no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, podem remarcar a prova. Prazo termina na sexta-feira, 3 de dezembro.

Baixar arquivo
Economia

Tradicional festa de fim de ano em Copacabana está mantida

Nesta segunda-feira, equipes da prefeitura se reuniram com o Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 para analisar a situação epidemiológica da capital e debater os critérios sanitários adotados para liberar as festas de fim de ano, como o Réveillon.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

MPF realiza audiência para ouvir pescadores afetados por hidrelétrica

A ideia é apurar os impactos da construção da hidrelétrica de Belo Monte na atividade pesqueira no rio Xingu e verificar se as reparações aos atingidos estão acontecendo

Baixar arquivo
Justiça

Defesa de doutor Jairinho tenta reverter cassação do parlamentar

Jairinho e a namorada, mãe de Henry Borel, estão presos desde abril acusados de matar o menino de quatro anos em março deste ano.

Baixar arquivo
Geral

Chimpanzé Enos foi enviado ao espaço em 29 de novembro de 1961

Com cinco anos e meio, Enos embarcou na Mercury-Atlas 5 e se tornou o primeiro e único da espécie a fazer uma viagem na órbita terrestre. A missão funcionou como um teste antes do voo tripulado que levaria o primeiro astronauta norte-americano ao espaço.

Baixar arquivo
Economia

Inadimplência sobe em novembro e atinge o maior patamar do ano

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) de novembro mostra que mais de 26% das famílias relatam ter dívidas ou contas em atraso. Em outubro, percentual de endividados estava em 25,6%.

Baixar arquivo