Ação em 5 estados investiga lavagem de dinheiro do Comando Vermelho

Operação Overload II integra agentes da Polícia Civil do Rio e MP

Publicado em quinta-feira, 17 Setembro, 2020 - 13:32 Por Raquel Júnia - Rio de Janeiro

Uma operação realizada nesta quinta-feira (17) cumpre 28 mandados de busca e apreensão contra acusados de participarem de um esquema de lavagem de dinheiro da organização criminosa Comando Vermelho. Os mandados estão sendo cumpridos em endereços ligados a 12 denunciados, entre eles os apontados como líderes da organização Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, e Márcio Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, ambos presos na Penitenciária Federal de Catanduvas.

 A operação Overload II, coordenada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, acontece também em Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, com o apoio dos Ministérios Públicos e Policia Civil desses estados. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal Regional de Madureira, na capital fluminense, que determinou também o bloqueio de contas bancárias ligadas ao esquema.

De acordo com o Ministério Público, a operação desta quinta é um desdobramento da Overload, realizada em 2015, que cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão contra 61 pessoas acusadas de associação  ao tráfico de drogas e armas.

As investigações apontaram que Elias Maluco e Marcinho VP, com o apoio de subordinados, utilizavam contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas para lavarem os recursos obtidos com o tráfico de drogas. A apreensão de um celular de um integrante da facção criminosa durante uma operação policial no Morro do Juramento, na região central do Rio, em 2014, teria dado pistas do esquema.

Um relatório de interceptação telefônica revelou ao menos 28 contas bancárias que serviam para ocultar, circular e acobertar o dinheiro da organização.

Além de Elias Maluco e Marcinho VP, também foram denunciados, Eliezer Miranda Joaquim e Felipe da Silva Guimarães Junior,  apontados como integrantes da facção,  e outras oito pessoas, cujas contas próprias ou de suas empresas foram utilizadas pelo Comando Vermelho, segundo o Ministério Público. As investigações apontam que essas pessoas sabiam da origem ilegal dos valores. 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Polícia Federal vai investigar incêndio no Hospital de Bonsucesso

O incêndio começou pouco antes da 10h e várias guarnições do Corpo de Bombeiros foram acionadas. Cerca de 90 bombeiros de diversas unidades atuaram para conter as chamas que, segundo a corporação, começaram no almoxarifado do Prédio 1 do complexo hospitalar.

Baixar arquivo
Segurança

Cidade do Maranhão fica sem policiais civis durante a pandemia

Arari tem cerca de 30 mil habitantes e fica a 168 quilômetros da capital São Luís. Todos os três investigadores lotados no município estão afastados do trabalho por serem do grupo de risco. O único escrivão da cidade trabalha em regime de plantão, dois dias por semana

Baixar arquivo
Educação

Aulas presenciais na rede pública do Pará só voltam no ano que vem

Decisão foi comunicada nesta terça-feira (27) pelo governador do estado, Helder Barbalho

Baixar arquivo
Política

Votações da Câmara ficam para novembro

Ficou pra novembro a próxima sessão da Câmara. O motivo: os deputados não registraram presença e a pauta de votações foi suspensa.

Baixar arquivo
Saúde

Decreto com restrições de isolamento é prorrogado no Amazonas

Com o aumento de casos da Covid-19 no estado foi prorrogado, por 30 dias, o decreto que restringe, no âmbito estadual, o acesso às áreas de praias para recreação e o funcionamento de balneários, flutuantes e de bares. As medidas foram decididas nesta terça-feira (27) pelo Comitê de Enfrentamento da Covid-19 do Amazonas, que considerou dados da Fundação de Vigilância em Saúde.

Baixar arquivo
Segurança

Estudo aponta ligação de milícias com Executivo e Legislativo do RJ

A nota técnica "Controle Territorial Armado no Rio de Janeiro", da Rede Fluminense de Pesquisas Sobre Violência, Segurança Pública e Direitos Humanos, é fruto de um ano de debates entre pesquisadores, policiais, promotores, jornalistas, ativistas e especialistas em dados

Baixar arquivo