Justiça determina distribuição de cestas básicas a indígenas no Pará

O fornecimento deve ocorrer enquanto durar a pandemia da Covid-19

Publicado em 09/09/2020 - 10:54 Por Renata Martins - Brasília

A justiça federal determinou que a Funai e a Conab, que é a Companhia Nacional de Abastecimento, distribuam cestas básicas e kits de higiene para indígenas do médio Xingu, no Pará.

O fornecimento deve ser mensal enquanto durar a pandemia da Covid-19.

A medida vale inclusive para comunidades não-aldeadas, indígenas urbanos e os migrantes do povo Warao, da Venezuela, que estão na região de Altamira, São Félix do Xingu e também na BR-230 – a rodovia Transamazônica.

A decisão liminar atende pedido do Ministério Público Federal, que justifica a demanda em razão dos sérios risco à saúde desses povos.

Segundo o MPF, lideranças indígenas relatam que não há garantias de que haja alimento suficiente aos povos do médio Xingu e ainda que as condições de higiene não são adequadas para controle do coronavírus.

De acordo com a sentença, a União fica obrigada a apresentar, no prazo de sete dias, o cronograma para o atendimento das necessidades dos indígenas com datas específicas de entrega.

A Advocacia-Geral da União informou que ainda não foi intimada.

Segundo a Secretária Nacional de Saúde Indígena há 399 mortes e mais de 24 mil casos confirmados de coronavírus em indígenas no país.

 

*O texto e o áudio foram alterados para inclusão de nota da Funai

"A respeito das matérias veiculadas na imprensa sobre a decisão da Justiça Federal em Altamira (PA) da última sexta-feira (04), que ordena o fornecimento de cestas básicas e kits de higiene a todos os indígenas do médio Xingu enquanto durar a pandemia, a Fundação Nacional do Índio (Funai) vem a público prestar os seguintes esclarecimentos: Inicialmente, a Funai informa que cumprirá a decisão citada, tão logo o juiz esclareça o critério de identificação de não-aldeados e urbanos e se o artigo 231 da Constituição contempla auxílio a todo e qualquer indígena estrangeiro que adentre o território brasileiro. Cabe informar ainda que, desde o início da pandemia, a Coordenação Regional (CR) Centro Leste do Pará vem distribuindo cestas de alimentos a aldeias do médio Xingu. Já foram entregues mais de 5,5 mil cestas de alimentos a indígenas em situação de vulnerabilidade social. Além disso, a Funai distribuiu cerca de 1 mil kits de higiene e limpeza a diferentes comunidades da região. No momento, está em fase de conclusão a entrega de outras 3,1 mil cestas básicas e 1,5 mil kits a aproximadamente 1.586 famílias indígenas do médio Xingu. Cerca de R$ 340 mil foram investidos na ação, que conta com o apoio logístico de parceiros como a Norte Energia e o Exército. Além de trabalhar na garantia da segurança alimentar das etnias da região, os servidores da Funai vêm atuando também na conscientização junto aos indígenas, reforçando as medidas de prevenção e orientando para que eles evitem aglomerações e permaneçam nas aldeias. Em todo o país, a fundação já distribuiu mais de 418 mil cestas básicas. Ainda no mês de março, a Funai já havia suspendido as autorizações para ingresso em Terras Indígenas e, atualmente, participa de 311 barreiras sanitárias para impedir a entrada de não indígenas nesses territórios. Ao todo, a Funai já investiu cerca de R$ 28 milhões no enfrentamento ao novo coronavírus." Assessoria de Comunicação / Funai

Edição: Sâmia Mendes

Últimas notícias
Saúde

Rio convoca responsáveis para vacinação de crianças contra a dengue

Cidade aplicou até agora mais de 25 mil doses, o que corresponde a menos de 20% das 140 mil recebidas. Secretaria antecipou vacinação das crianças de 11 anos, por causa da baixa procura pelo imunizante 

Baixar arquivo
Economia

Haddad comemora crescimento do PIB acima do esperado

Segundo ministro, a expectativa do governo é que, em 2024, o crescimento fique em 2,2%. Para ele, o desafio atual é incentivar os investimentos

Baixar arquivo
Justiça

STF julga pagamento de indenizações a vítimas de balas perdidas

Ação teve início com a morte de Vanderlei Conceição de Albuquerque, em 2015, num tiroteio no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. O relator, ministro Edson Fachin, votou pelo pagamento de indenização e de pensão vitalícia aos familiares de Vanderlei

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro, 459 anos: histórias de quem chegou e se apaixonou

No aniversário da Cidade Maravilhosa, conheça histórias de quem não nasceu no Rio de Janeiro, mas se apaixonou pela cidade e faz questão de declarar o seu amor

Baixar arquivo
Segurança

Quatro pessoas são presas acusadas de comércio ilegal de armas no Rio

A ação é um desdobramento da Operação Jammer que investiga organização criminosa de Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. 

Baixar arquivo
Economia

Economia cresce 2,9% em 2023

Produto Interno Bruto do país somou R$ 10,9 trilhões, maior patamar já alcançado na série histórica, iniciada em 1996. O principal motor do crescimento foi a agropecuária, com expansão recorde de 15,1%

Baixar arquivo