Protagonistas no combate à covid-19, mulheres são as mais atingidas

Elas trabalham em hospitais e em casa; muitas perderam o emprego

Publicado em 13/03/2021 - 08:13 Por Eliane Gonçalves - São Paulo

Shirles Miquellinni tem 37 anos, é fisioterapeuta, atende pacientes com covid-19 na UTI de um hospital em Brasília, fora do hospital atende pacientes particulares, é casada, tem 3 filhos e uma rotina que parece um turbilhão, mas que ela mal se dá conta.

Shirles faz parte de uma realidade que coloca as mulheres, especialmente as brasileiras, no epicentro da pandemia.

A maioria dos profissionais de saúde que atende pacientes com covid-19 em todo o mundo é formada por mulheres.

Elas representam pouco menos da metade dos médicos, 46%, 85% das equipes de enfermagem e 85% dos cuidadores de idosos.

Para a diretora da Organização Panamericana da Saúde (Opas), Carissa Etienne, as mulheres estão no coração da pandemia.

Sonora: “Elas estão trabalhando e, ao mesmo tempo, estão cuidando de suas casas, suas famílias. Muitas vezes são elas que garantem o sustento das famílias. E também estão na linha de frente dessa pandemia. Na América Latina, nove de cada 10 enfermeiros são mulheres. Isso quer dizer que as mulheres estão no coração da pandemia e muitas delas também foram infectadas, ficaram doentes e também morreram.

Se algumas mulheres precisam enfrentar o vírus de frente e ainda lidar com jornadas triplas, outras ficaram sem renda.

Claudia di Silvério sustentava os cinco filhos cuidando de nove crianças em sua casa, em Paraisópolis, na capital paulista. Mas as mães dessas crianças, a maioria empregadas domésticas, também perderam o emprego e Claudia passou a depender de doações. Agora tenta uma vaga em uma padaria.

O desemprego é efeito colateral da pandemia que também atinge mais as mulheres. Segundo o Caged, entre junho e novembro do ano passado, período em que a covid-19 parecia perder força, foram abertas mais de 309 mil vagas de trabalho em todo o país para homens.

Para as mulheres o saldo foi negativo. Foram fechadas mais de 82 mil vagas. Entre as negras, o cenário é pior.

Segundo o Dieese, em fevereiro praticamente 20% das mulheres delas estavam desempregadas. Entre as trabalhadoras domésticas, 1 milhão e 600 mil perderam o emprego.

É nesse cenário que Tania Fontenele, do Instituto de Pesquisa Aplicada da Mulher, alerta para o nível de estresse em que essas mulheres passaram a viver.

Sem trabalho, sob estresse e confinadas em casa, algumas com os agressores. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, ao mesmo tempo que o número de denúncias de violência doméstica caiu mais de 27%, em 12 estados no primeiro semestre do ano passado, o número de feminicídios aumentou 2,2%.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Esporte olímpico no país recebeu incentivos de mais de R$ 750 milhões

Em entrevista diretamente de Tóquio à Voz do Brasil, o ministro da Cidadania, João Roma, destacou que o Bolsa Atleta garante aos esportistas de alto rendimento condições para que se dediquem ao treinamento e competições.

Baixar arquivo
Saúde

Rio de Janeiro permanece com baixo risco para o contágio de covd-19

O Rio de Janeiro está com baixo risco para o contágio do coronavírus de acordo com a nova edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde. O estado manteve a classificação geral em bandeira amarela, que abrange sete das nove regiões.

Baixar arquivo
Justiça

Trabalhador que recusar vacina contra covid pode até ser demitido

Trabalhadores que se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 podem ser demitidos por justa causa por conduta de indisciplina.

Baixar arquivo
Saúde

Saiba quais alimentos devem ser evitados após se curar da covid-19

Nutricionistas apontam a necessidade de ingestão de alimentos que não sobrecarreguem o fígado neste momento. 

Baixar arquivo
Direitos Humanos

TJ suspende decisão sobre vacinas a toda população carcerária de SP

Segundo o Programa Nacional de Imunização, a população carcerária é prioritária e deveria ter sido uma das primeiras a serem vacinadas.

Economia

Dia dos Avós, Fecomércio-RJ estima movimentação de R$ 600 milhões

O Dia dos Avós, na próxima segunda-feira,  26 de Julho, deve movimentar  R$ 600 milhões na economia do estado do Rio de Janeiro. A Fecomércio-RJ estima que mais de cinco milhões de consumidores fluminenses devem ir às compras. O gasto médio deve ficar em torno de R$ 116,00.

Baixar arquivo