Ex-prefeito de Carmo (RJ) é preso por suspeita de fraude em licitação

Outras sete pessoas também foram detidas nesta segunda-feira

Publicado em 07/06/2021 - 13:04 Por Tâmara Freire - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O ex-prefeito da cidade de Carmo, na região Noroeste do Rio de Janeiro, Paulo Cesar Ladeira, foi preso nesta segunda-feira (7), acusado de superfaturar contratos de limpeza urbana, firmados durante a sua gestão. Outras sete pessoas, que fariam parte da quadrilha que desviou os recursos públicos, também foram detidas pela força-tarefa do Ministério Público e da Polícia Civil. 

Ladeira já havia sido preso anteriormente, na primeira fase da operação, por lavagem de dinheiro. Na ocasião, os agentes encontraram quase R$129 mil enterrados em um sítio do ex-prefeito, supostamente provenientes das propinas. 

A investigação começou após o Tribunal de Contas do Estado encontrar diversas irregularidades na licitação que contratou a empresa de limpeza urbana, como a falta de publicidade do certame. Em suas conclusões, o TCE-RJ também apontou indícios de superfaturamento superior a R$ 5,6 milhões, porque o contrato tinha valor muito acima do usual, e previa a compra de insumos em quantidade bastante excedente ao necessário. 

Como esta empresa também estava sendo investigada por fraudes no Espírito Santo, o contrato foi rompido pela prefeitura que, no entanto, contratou outra dos mesmos donos, para manter o esquema. 

As investigações mostram ainda que esses empresários também pagavam propinas a vereadores da cidade de Carmo, para garantir a aprovação de projetos de lei de seu interesse. Essas denúncias ainda estão sendo aprofundadas. 

Além dos oito mandados de prisão, foram emitidos 14 de busca e apreensão em endereços ligados aos envolvidos no esquema criminoso, também nas cidades de Macaé, Campos dos Goytacazes, São Fidélis e Ubá, esta última em Minas Gerais. 

A 1ª Vara Criminal Especializada da capital decretou ainda o sequestro dos bens móveis e imóveis pertencentes aos denunciados, além de criptomoedas que, segundo apontam as investigações, estariam sendo utilizadas pelos investigados para a lavagem do dinheiro obtido com as ações criminosas.

Edição: Vitória Elizabeth / Adrielen Alves

Últimas notícias
Política

Presidente da República almoça com embaixadores de 18 países no Rio

Como exemplo de situações de instabilidade mundial, que demonstram a segurança oferecida pelo Brasil, Jair Bolsonaro citou os riscos de desabastecimento que vários países vêm passando.

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro: crimes contra a vida têm queda de 17%

Os dados são relativos aos primeiros quatro meses de 2022 na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 1.025 vítimas, o menor número desde 1991.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: número de testes positivos em farmácias cresce 54% em maio

Dos 210 mil testes realizados na primeira quinzena do mês, quase 50 mil comprovaram a infecção pelo coronavírus. Já em abril, foram 262 mil no total e cerca de 32 mil confirmaram a presença do Sars-Cov-2.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

ONU diz que subiu 500% o total de pessoas com fome no mundo desde 2016

Os níveis de fome ao redor do mundo atingiram uma nova alta, segundo o secretário-geral das Nações Unidas. António Guterres fez declarações na quarta-feira, durante uma reunião ministerial sobre segurança alimentar, em Nova Iorque. 

Baixar arquivo
Política

Lei que torna permanente o Auxílio Brasil é publicada pelo governo

A medida que estabelece um piso do benefício de R$400 de forma permanente foi sancionada, nessa quarta-feira, pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Baixar arquivo
Geral

Estudo indica que exercícios regulares não são afetados pela poluição

Manter a forma praticando exercícios regularmente, mesmo nos ambientes poluídos das grandes metrópoles, pode gerar mais benefícios do que malefícios, é o que diz um estudo da USP.

Baixar arquivo