TRE tem maioria para tornar Crivella inelegível; julgamento é suspenso

Conclusão será na quinta-feira, mas prefeito do Rio pode recorrer

Publicado em segunda-feira, 21 Setembro, 2020 - 20:57 Por Tatiana Alves - Rio de Janeiro

A maioria dos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro votou a favor da perda dos direitos políticos do prefeito Marcelo Crivella. Esse foi o resultado do primeiro dia de julgamento das ações contra o prefeito, nesta segunda-feira. O julgamento será concluído na quinta-feira.

Crivella é alvo de ações que pedem sua inelegibilidade até 2026 por sua participação em dois eventos realizados em 2018.

O primeiro deles seria uma reunião com lideranças religiosas no Palácio da Cidade para oferecer facilidades e benefícios para seus seguidores, que ficou conhecida como “Café da Comunhão” ou caso Fala com a Márcia (servidora de carreira da prefeitura).

O outro evento foi um comício na quadra da escola de samba Estácio de Sá que, de acordo com as denúncias, foi usado para apresentar candidatos para servidores da Companhia de limpeza urbana, entre eles, o próprio filho do prefeito, Hodge Crivella. O aluguel para usar o espaço teria sido pago pela prefeitura.

Após nove meses de investigação, a CPI do Sistema de Centrais de Regulação, mais conhecida como CPI da Márcia, concluiu que houve falta de provas contra o prefeito Marcelo Crivella.

O evento na Estácio de Sá resultou na CPI da Comlurb, porém a Câmara de Vereadores não formalizou uma representação contra o chefe do Executivo.

No julgamento desta segunda-feira, o relator, Cláudio Dell'Orto, afirmou que não cabe a cassação de Crivella nesses casos, mas deu prosseguimento às acusações de abuso de poder político e conduta vedada.

Ainda que perca, Marcelo Crivella pode recorrer da decisão. O prefeito é candidato à reeleição e pode concorrer ao cargo até que todos os recursos estejam esgotados.

 

Ouça também:

Ministério Público quer Crivella inelegível até 2026; alegação é de abuso de poder político

Abertura de processo de impeachment contra Crivella é rejeitada

Câmara do Rio instala CPI dos Guardiões do Crivella

Edição: Sumaia Villela

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Presidente Jair Bolsonaro visita obras em rodovia no Maranhão

O presidente Jair Bolsonaro viajou nesta quinta-feira (29), para São Luís no Maranhão e participou de uma visita às obras de restauração da BR-135. A rodovia é muito utilizada para o escoamento da produção agrícola da região em direção ao porto de Itaqui.

Baixar arquivo
Economia

Terra indígena Sateré-Mawé é reconhecida como região de guaraná nativo

O reconhecimento foi feito pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI)

Baixar arquivo
Segurança

Polícia Civil do Rio faz reconstituição da morte do menino João Pedro

Ele foi morto em maio, durante operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. O pai esteve na ação de reprodução simulada e cobrou justiça pela morte prematura do filho, que tinha apenas 14 anos.

Baixar arquivo
Geral

Hospital federal que pegou fogo no Rio suspende atendimentos

Estão suspensos por tempo indeterminado todos os atendimentos no Hospital Federal de Bonsucesso, um dos mais importantes da rede pública do Rio, que foi atingido por um incêndio terça-feira (27). Segundo profissionais do hospital, as equipes tentam entrar em contato com pacien

Baixar arquivo
Saúde

Guedes nega que haja intenção de privatizar o SUS

Ao participar hoje (29) de reunião da Comissão Mista da Covid-19 do Congresso Nacional, o ministro da Economia negou intenção de privatizar o SUS, o Sistema Único de Saúde, e defendeu o uso de vouchers, uma espécie de ticket ou vale, para a população usar em serviços privados.

Baixar arquivo
Eleições 2020

Candidatas já podem baixar cartilha de segurança nas redes sociais

O guia, com dicas para as eleições, foi lançado pelo TSE e o Instagram. O objetivo é proteger as mulheres na política das agressões virtuais e traz dicas contra ações de hackers, de como restringir usuários e fazer denúncias de ataques à plataforma.

 

Baixar arquivo