STJ suspende julgamento de recurso sobre concessão da Linha Amarela

Pedido de vista do ministro João Otávio de Noronha foi o motivo

Publicado em quinta-feira, 22 Outubro, 2020 - 11:17 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu o julgamento em plenário do recurso que definiria o futuro da concessão da Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro. O ministro João Otávio de Noronha pediu vista antecipada do processo.

Noronha justificou o pedido afirmando que foi procurado por advogados das duas partes, a prefeitura do Rio e a concessionária Lamsa, mas que ficou impossibilitado, pela agenda, de atendê-los.

O relator do processo, o ministro e presidente do tribunal, Humberto Martins, foi o único que votou. O relatório é pela manutenção da liminar concedida por ele próprio, que dá ao Executivo municipal o poder de retomar a administração da via.

A prefeitura alega que o contrato de concessão da Linha Amarela foi celebrado em 1994, mas sofreu prorrogações e aditivos que teriam causado desequilíbrio contratual grave. Inclusive gerando superfaturamento de obras viárias e também pela exclusão, em um dos aditivos, do fluxo de veículos como elemento da equação financeira.

De acordo com a prefeitura, além das tarifas exorbitantes cobradas aos motoristas, auditorias constataram que a concessionária foi responsável por prejuízo de mais de R$ 1,6 bilhão ao município.

As irregularidades fizeram com que a Câmara de Vereadores do Rio aprovasse, de forma unânime, projeto de lei autorizando a retomada pelo poder publico dos serviços da via.

Mas decisões liminares do Tribunal de Justiça do Estado mantiveram suspenso o procedimento de retomada por entender que a anulação do contrato com a concessionária Lamsa dependeria de indenização em dinheiro.

 

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Prefeita eleita de município gaúcho morre por Covid-19

A vice-prefeita do município gaúcho de Santo Antônio das Missões, Izalda Maria Barros Boccacio, de 73 anos, morreu por causa da Covid-19. Ela também era a prefeita eleita, com 53,47% dos votos, ainda no primeiro turno da eleição do mês passado, pelo partido Progressistas.

Baixar arquivo
Política

STF decidirá se presidentes da Câmara e Senado podem ser reeleitos

A decisão que o Supremo vai tomar deve ter consequências já no começo do ano que vem. Os atuais presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, precisam que o Supremo rejeite a ação se quiserem ser reconduzidos ao cargo.

Baixar arquivo
Segurança

Seis testemunhas do caso Flordelis são ouvidas pela Justiça

Os depoimentos, realizados na 3ª Vara Criminal, no Fórum de Niterói, na região metropolitana do Rio, duraram cerca de seis horas. A deputada federal Flordelis esteve presente.

Baixar arquivo
Geral

Ao menos 16 pessoas morrem após queda de ônibus de ponte em MG

31 feridos foram socorridos em hospitais nas cidades de Nova Era e em João Monlevade, sendo que quatro não resistiram e morreram.  Outras 12 pessoas acabaram falecendo no local do acidente. Duas crianças e um adulto em estado grave foram transportados de helicóptero para o hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Baixar arquivo
Geral

Edital de concessão da Cedae será publicado no dia 18 de dezembro

O edital de concessão da Cedae, a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, será publicado no próximo dia 18 de dezembro. O valor mínimo de outorga, ou seja, o quanto a iniciativa privada terá que pagar para explorar o serviço, será de R$ 10,6 bilhões.

Baixar arquivo
Saúde

Shoppings do RJ poderão ficar abertos 24h

A prefeitura do Rio de Janeiro e o governo fluminense anunciaram nesta sexta-feira (4) medidas para enfrentar o aumento de casos, óbitos e internações de covid-19 no estado e na capital. A partir de segunda-feira, as escolas municipais voltarão a ser fechadas, e já nesta semana os shoppings e centros comerciais no estado funcionarão durante 24 horas por dia.

Baixar arquivo