Moraes autoriza prisão domiciliar para deputado Daniel Silveira

Ministro do STF proibiu Silveira de receber visitas e dar entrevistas

Publicado em 14/03/2021 - 18:12 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

 

O deputado federal Daniel Silveira do PSL, deixou, na tarde desse domingo (14) o Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

A saída do deputado ocorreu após decisão do ministro do STF Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que que substituiu a prisão em flagrante por crime inafiançável por prisão domiciliar.

Quando deixou o prédio, o carro do deputado foi cercado por apoiadores que gritavam o nome dele.

Silveira foi para casa e terá que usar tornozeleira eletrônica, conforme a decisão do ministro Alexandre de Morais, que também permitiu que o parlamentar participe remotamente, na própria residência, das sessões da Câmara.

Entre as medidas restritiva impostas estão a proibição de receber visitas e dar entrevistas sem autorização judicial, não pode pode ter contato com outros investigados nos inquéritos que apuram a sua conduta, nem utilizar as redes sociais.

O parlamentar estava preso há quase um mês depois de ter divulgado um vídeo com ofensas e ameaças contra os integrantes do Supremo Tribunal Federal.

A prisão em flagrante foi decretada por Moraes e referendada pela Câmara dos Deputados que também analisa o caso em seu Conselho de Ética, o que pode levar à cassação do parlamentar.

Silveira já estava sendo investigado em dois inquéritos que correm no Supremo: o que apura a divulgação de notícias falsas contra a Corte, e o que investiga os atos realizados no ano passado pedindo o fechamento do STF e do Congresso Nacional, além da instauração de um novo AI-5.

Em nota, a defesa do deputado repudiou a decisão do ministro de mantê-lo em prisão domiciliar e disse que vai recorrer por considerar a decisão um constrangimento ilegal.

O texto assinado pelo advogado Jean Cleber Garcia afirma que o pedido de reforma pelo Pleno da Corte Superior tem o objetivo de restabelecer a segurança jurídica e respeitar a Constituição Federal, bem como, os pactos internacionais dos quais o Brasil é signatário, além de citar a lei de regência processual penal, que prestigiam a liberdade e consideram que qualquer prisão , antes de formada a culpa, deva ser excepcional.

 

Edição: Joana Lima

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Senacon oferece cursos gratuitos sobre direitos do consumidor

Quem quiser conhecer mais sobre temas que envolvem o dia a dia do consumidor, pode se inscrever em um dos cursos gratuitos que a Secretaria Nacional do Consumidor – Senacon está oferecendo.

Baixar arquivo
Geral

Bolsonaro participa da entrega de espadins na Escola Naval

Na cerimônia, o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, disse que o recebimento do espadim é a materialização do esforço e da dedicação dos aspirantes.

Baixar arquivo
Educação

Inscrições do Enem 2021 começam em 31 de junho também para treineiros

Estudantes que ainda não completaram o terceiro ano do ensino médio e estão interessados em fazer o Enem - Exame Nacional do Ensino Médio para se autoavaliar, podem se inscrever para a prova como treineiros, mas, apenas para a versão impressa.

Baixar arquivo
Cultura

Morto por covid, diretor de carnaval Laíla é enterrado no Rio

Laíla morreu na sexta-feira por complicações da covid-19. O carnaval carioca também perdeu nessa sexta Amadeu Amaral, o mestre Mug, que por 30 anos comandou a bateria da escola de samba Vila Isabel.

Baixar arquivo
Saúde

Rio inclui gestantes no calendário único de vacinação

A medida também inclui lactantes e  puérperas sem comorbidades. Essas vacinações  devem ser feitas com prescrição médica.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz entrega mais cinco milhões de vacinas da AstraZeneca

Somando a entrega desta semana, já são 54,8 milhões de doses produzidas e disponibilizadas ao Ministério da Saúde. Outras quatro milhões foram importadas prontas do Instituto Serum da Índia. 

Baixar arquivo