STF garante licença-paternidade de 180 dias para pais solo

Publicado em 12/05/2022 - 19:21 Por Daniel Ito - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O Supremo Tribunal Federal aprovou, por unanimidade, a licença-paternidade de 180 dias para servidores públicos que são pais solo, ou seja, que criam os filhos recém-nascidos sem a presença da mãe. O julgamento foi concluído nesta quinta-feira.

Todos os ministros do STF seguiram o entendimento do relator, ministro Alexandre de Moraes, de que o recém-nascido tem o direito de ter a presença da mãe ou do pai durante os primeiros meses de vida. O voto do relator foi proferido na quarta-feira, e destacou a igualdade de direitos entre homens e mulheres.

No caso concreto que estava em julgamento, um servidor público do próprio INSS contratou uma barriga de aluguel e teve duas gêmeas. Ele entrou na justiça para ter direito à licença de 180 dias e conseguiu em duas instâncias. O INSS recorreu e o caso chegou até o Supremo Tribunal Federal.

A decisão tem repercussão geral, ou seja, vale para todos os servidores públicos que forem pais de crianças recém-nascidas sem a presença da mãe. Ainda no entendimento dos ministros, em caso da morte da mãe durante a licença maternidade, o benefício deve ser transferido ao pai da criança.

Edição: Jacson Segundo / GT Passos

Últimas notícias
Economia

Congresso debate importância do petróleo na transição energética

A redução das emissões de carbono no setor de óleo e gás foi um dos assuntos abordados nesta quinta-feira no Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes.

Baixar arquivo
Geral

Podcast Entrevista é Nacional: a luta contra o abuso sexual infantil

A campanha Maio Laranja é um incentivo ao combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil.  A presidente do Instituto Infância Protegida, Raquel Vieira de Andrade Oliveira, fala da importância de conscientizar toda sociedade para evitar situações que colocam as crianças em risco

Baixar arquivo
Justiça

Supremo decide manter a Lei Seca com tolerância zero

O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 10 votos a um, manter a Lei Seca do jeito que está: com tolerância zero, fiscalização rigorosa e punições exemplares. A maioria dos ministros acompanhou o entendimento do relator e presidente do STF, Luiz Fux.

Baixar arquivo
Política

Corregedoria da Câmara de SP abre processo por racismo contra vereador

A relatora foi a vereadora Elaine Mineiro, do PSOL, que recomendou a cassação de Camilo Cristófaro, sem partido.

Baixar arquivo
Geral

SP: Polícia Civil analisa novas imagens de ônibus de dupla sertaneja

No último dia 7 de maio, o ônibus tombou e matou 6 pessoas, entre elas o do cantor Aleksandro, que fazia dupla com Conrado, na altura da cidade de Miracatu, no interior de São Paulo.

Baixar arquivo
Economia

Ministério da Economia prevê inflação de 7,9% para 2022

A Secretaria de Política Econômica justificou que o aumento dos preços dos alimentos, dos combustíveis e dos serviços fez a equipe do governo revisar para cima a previsão do IPCA para 2022.

Baixar arquivo