Caso Henry Borel: acusada pela morte do filho, Monique volta à prisão

Publicado em 29/06/2022 - 18:22 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A professora Monique Medeiros, acusada da morte do filho Henry Borel já está presa no Batalhão Especial Prisional, em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Ela deve permanecer, por decisão da Justiça, até que sejam apuradas as supostas ameaças que alegou ter recebido no presídio onde estava antes de ser autorizada a prisão domiciliar. 

O retorno de Monique ao sistema prisional foi uma decisão da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, que acatou pedido do Ministério Público do Estado, contestando a decisão da primeira instância, que autorizava a transferência da professora para prisão domiciliar, em endereço não conhecido, por causa das supostas ameaças.

No despacho de retorno ao presídio, o desembargador Joaquim Domingos de Almeida Neto, relator do processo, disse que, por estar em local sigiloso, a fiscalização pelo Ministério Público fica prejudicada, como também a segurança da integridade de Monique pelo Estado.

Monique foi presa em março de 2021, mas teve a prisão preventiva substituída por domiciliar em 8 de abril de 2022. Ela foi denunciada pela morte do filho junto com o padrasto da criança, o ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho.

Procurada pela reportagem, a defesa de Monique informou, em nota, que discorda de forma veemente mas que recebeu a decisão do tribunal de forma serena e respeitosa. A defesa destacou também que Monique já cumpriu a determinação da justiça.

Edição: Raquel Mariano / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Política

RJ: Vereadores cassam mandato de Gabriel Monteiro por quebra de decoro

Monteiro foi julgado por quebra do decoro parlamentar, por três motivos: encenação com uma menor de idade em um shopping, agressão contra um morador de rua convidado para a encenação de um roubo na Lapa e relação sexual gravada em vídeo com uma menor de idade, que posteriormente teve as imagens vazadas na internet.

Baixar arquivo
Justiça

No STF termina o julgamento da nova Lei de Improbidade Administrativa

O Supremo Tribunal Federal decidiu que a nova Lei de Improbidade Administrativa é válida para todos os processos em andamento. Inclusive aqueles abertos antes de ela entrar em vigor, em outubro do ano passado.

Baixar arquivo
Política

Candidatos à presidência fazem campanha em São Paulo e Minas Gerais

A Rádio Nacional acompanha as agendas dos cinco candidatos à Presidência da República mais bem posicionados na mais recente pesquisa de intenções de voto registrada no Tribunal Superior Eleitoral. E traz os detalhes em ordem alfabética.

Baixar arquivo
Geral

Anatel autoriza 5G no Rio, Palmas, Florianópolis e Vitória no dia 22/8

A Anatel autorizou, nesta quinta-feira, as operadoras de telefonia a ligarem o 5G no Rio de Janeiro, Palmas, Florianópolis e Vitória a partir da próxima segunda-feira, dia 22 de agosto.

Baixar arquivo
Esportes

Minas Quad vence Campeonato Brasileiro de Rugby de Cadeiras de Rodas

Além de definir a melhor equipe brasileira da temporada, os nomes dos atletas que vão disputar uma das 12 vagas na seleção brasileira para disputar o Mundial também foram escolhidos nessa quarta-feira.

Baixar arquivo
Geral

Cade condena empresas por cartel de gás de cozinha no Nordeste

As multas para as três empresas somam mais de R$ 640 milhões. De acordo com a condenação, divulgada nesta semana, 11 pessoas físicas também devem pagar multas que ultrapassam R$ 1,9 milhão.

Baixar arquivo